Em formação

Como os organofosforados realmente funcionam?

Como os organofosforados realmente funcionam?



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A explicação comum sobre qual é o mecanismo de ação primário dos organofosforados (e carbamatos) é a inibição da enzima acetilcolinesterase e o acúmulo resultante de acetilcolina nas junções neuromusculares, o que acaba resultando em insuficiência respiratória. No entanto, há evidências de que pode não ser esse o caso.

Em primeiro lugar, um estudo relatou que o agente nervoso VX foi encontrado para atacar pelo menos 132 proteínas diferentes, algumas das quais estavam associadas ao metabolismo. Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28267914

Além disso, outro estudo mostrou que, mesmo quando a enzima estava protegida contra a ação de organofosforados, os agentes nervosos ainda exibiam toxicidade. Fonte: (http://www.rand.org/publications/MR/MR1018.5/MR1018.5.chap5.html) (encontrado no PDF do Capítulo 5, em "Efeitos não AchE")

Além disso, outro estudo foi realizado sobre o assunto. Os assuntos de teste eram ratos geneticamente modificados para não ter acetilcolinesterase. O estudo descobriu que os camundongos que careciam totalmente da enzima não apenas viviam (por mais de 34 dias, nada menos), mas também eram duas vezes mais suscetíveis ao envenenamento por OP do que os camundongos com a enzima e exibiam os mesmos sintomas. Fonte: https: //www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11602663

Então, como os organofosforados realmente agem para causar os sintomas associados ao envenenamento por OP? Quais proteínas eles afetam? Parece haver uma grande abundância de evidências de que os efeitos do envenenamento não são devidos à inibição do AchE.


Centenas de OPs foram feitas desde 1930. O ácido fosfórico é usado na Coca-Cola e os organofosfatos são ésteres de H3PO4, você pode estudar a química do éster lipídico / fármaco aquoso. Eles têm muitos alvos diferentes: http://www.scielo.br/img/revistas/jbchs/v27n5//0103-5053-jbchs-27-05-0809-gf04.jpg">http://www.scielo. br / scielo.php? script = sci_arttext & pid = S0103-50532016000500809

OP e acetilcolina são ambos ésteres.

Aqui está uma boa animação química do processo do inibidor da enzima AChE: https://youtu.be/fIvF1rhp1nA

E este aqui, sobre a inibição não competitiva de AChE: https://youtu.be/_jfGKbbZStw informações gerais de AChE: https://www.youtube.com/watch?v=-gIqZ8IxctE

Inibidores da AChE que afetam muitos órgãos, como sistemas nervosos periférico e central, músculos, fígado, pâncreas e cérebro.

Eles levam a um tóxico característico de hipersecreção, miose, dispnéia, insuficiência respiratória, convulsões e, sem antídoto, morte.

Eles podem se ligar a elementos gordurosos dentro do corpo, como o sistema nervoso central. Eles podem exercer danos por meio da alquilação de fósforo de macromoléculas celulares (por exemplo, DNA, proteínas) e intensa ativação de vias pró-inflamatórias.


Ações: (1) Fosforiliodeto pode combinar-se com fosfatidilcolinesterase para formar um complexo de fosfatidilcolinesterase e iodeto de fosfatidilcolina. Este último pode ser posteriormente clivado em iodeto de fosfatidilcolina para liberar a colinesterase e restaurar sua atividade. 2) O iodeto de fosfódio também pode ligar-se aos ésteres de fosfato orgânicos livres in vivo e tornar-se um fosfato de iodeto de fosfatidila não tóxico, que é excretado da urina. O mecanismo de ação é inibir a colinesterase e ativar indiretamente o receptor M, e o envenenamento por éster orgânico também é devido à inibição da colinesterase, que é equivalente ao envenenamento por éster orgânico original, overdose de resgate de atropina e tratamento com éster orgânico.


Os produtos com enzimas / proteínas realmente funcionam? Ou são todos bs

Existem muitos produtos com enzimas e proteínas específicas (por exemplo, colágeno em pó), mas se as proteínas forem quebradas em aminoácidos ou peptídeos curtos, isso não funcionaria, certo? Claro, cada proteína difere no conteúdo de aminoácidos, então o corpo terá mais "blocos de construção", mas eu acho que isso não afetaria a taxa de produção. Qual é a realidade?

com a tecnologia recombinante, as enzimas podem viver muito. de corse eles irão eventualmente se degradar.

Eles não precisam ser decompostos para serem absorvidos? Eu estou supondo que mesmo que durem muito, eles só permaneceriam na via digestiva, então proteínas (incluindo enzimas) que precisam funcionar em qualquer outro lugar não funcionariam.

As “multivitaminas” e outros vários comprimidos realmente se degradam e deixam de ser úteis para o corpo também?

Eu pensei que sendo um comprimido seco, sua vida seria de décadas.

Coisas como óleos de peixe, eu imagino, se degradariam e não seriam boas para o corpo depois de passar um “prazo de validade”, por assim dizer.

O meu entendimento sobre isso está PERTO de estar certo ??

De que tipo de produto você está falando?

Quer dizer, o sabão em pó funciona com enzimas, então o produto pode funcionar com elas.

Para coisas que você come, eu posso veja algumas maneiras de absorvê-lo sem digestão, mas você está certo de que, como regra geral, as enzimas serão digeridas e, portanto, você receberá apenas aminoácidos (ou pequenas cadeias de peptídeos).

Eu & # x27d digo que a maioria, senão quase todos, são bs. A proteína é quebrada e você recebe aminoácidos que pode facilmente produzir ou encontrar na comida. Com a dieta rica em carne de hoje, você não precisa de proteínas extras, a menos que seja instruído por um médico. Claro, para um aumento rápido de massa muscular e outras coisas, PODE ser um impulso útil, mas não para um homem comum


Bourne, H.R., Sanders, D.A. & amp McCormick, F. Natureza 348, 125–132 (1990).

Bourne, H.R., Sanders, D.A. & amp McCormick, F. Natureza 349, 117–127 (1991).

Schweins, T. et al. Estrutura da natureza. Biol. 2, 36–44(1995).

Eccleston, J.F., Webb, M.R., Ash, D.E. & amp Reed, G.H. J. biol. Chem. 256, 10774–10777 (1981).

Feuerstein, J., Goody, R.S. & amp Webb, M.R. J. biol. Chem. 264, 6188–6190 (1989).

Pai, E.F. et al. EMBO J. 9 2351–2359 (1990).

Der, C.J., Finkel, T. & amp Cooper, G.M. Célula 44, 167–176 (1986).

John, J., Frech, M. & amp Wittinghofer, A. J. biol. Chem. 263, 11792–11799 (1988).

Krengel, U. et al. Célula 62, 539–548 (1990).

Chung, H.H., Benson, D.R. & amp Schultz, P.G. Ciência 259, 806–809 (1993).

Privé, G.G. et al. Proc. natn. Acad. Sci. EUA. 89, 3649–3653 (1992).

Frech, M. et al. Bioquímica 33, 3237–3244 (1994).

Cool, R.H. & amp Parmeggiani, A. Bioquímica 30,362–366 (1991).

Kjeldgaard, M. & amp Nyborg, J. J. molec. Biol. 223, 721–742 (1992).

Berchtold, H. et al. Natureza 365, 126–132 (1993).

Jacquet, E. & amp Parmeggiani, A. EMBO J. 7, 2861–2867 (1988).

Noel, J.P., Hamm, H.E. & amp Sigler, P.B. Natureza 366, 654–663 (1993).

Lambright, D.G., Noel, J.P., Hamm, H.E. & amp Sigler, P.B. Natureza 369, 621–628 (1994).

Coleman, D.E. et al. Ciência 265, 1405–1412 (1994).

Abood, M.E., Hurley, J.B., Pappone, M.-C., Bourne, H.R. & amp Stryer, L. J. biol. Chem. 257, 10540–10543 (1982).

VanDop, C., Tsubokawa, M., Bourne, H.R. & amp Ramachandran, J. J. biol. Chem. 259, 696–698 (1984).

Graziano, M.P. & amp Gilman, A.G. J. biol. Chem. 264, 15475–15482 (1989).

Jurnak, F., Heffron, S., Schick, B. & amp Delaria, K. Biochim. biophys. Acta 1050, 209–214 (1990).

Kjeldgaard, M., Nissen, P., Thirup, S. & amp Nyborg, J. Estrutura 1, 35–50 (1993).

Förster, C., Limmer, S., Zeidler, W. & amp Sprinzl, M. Proc. natn. Acad. Sci. EUA. 91, 4254–4257 (1994).

Freissmuth, M. & amp Gilman, A.G. J. biol. Chem. 264, 21907–21914 (1989).

Kleuss, C., Raw, A.S., Lee, E., Sprang, S.R. & amp Gilman, A.G. Proc. natn. Acad. Sci. EUA. 91, 9828–9831 (1994).

Chabre, M. Trends Biochem. Sci. 15, 6–10 (1990).

Sondek, J., Lambright, D.G., Noel, J.P., Hamm, H.E. & amp Sigler, P.B. Natureza 372, 276–279 (1994).

Kahn, R.A. J. biol. Chem. 266, 15595–15597 (1991).

Mesters, J.R., de Graaf, J.M. & amp Kraal, B. FEBS Letts. 321, 149–152 (1993).

Langen, R., Schweins, T. & amp Warshel, A. Bioquímica 31, 8691–8696 (1992).

Schweins, T., Langen, R. & amp Warshel, A. Estrutura da natureza. Biol. 1, 476–484 (1994).


A imunobiologia dos adjuvantes de alumínio: como eles realmente funcionam?

Em: Trends in Immunology, Vol. 31, nº 3, 2010, p. 103-109.

Resultado da pesquisa: contribuição para a revista ›Artigo de revisão

Harvard

Vancouver

Autor

T1 - A imunobiologia dos adjuvantes de alumínio: como eles realmente funcionam?

Os adjuvantes N2-Alumínio potencializam a resposta imune, garantindo assim a potência e eficácia do antígeno normalmente disponível com moderação. Sua concomitante importância crítica em programas de vacinação em massa pode ter despertado intenso interesse recente em compreender como eles funcionam e sua segurança. O progresso nessas áreas é dificultado, entretanto, pela falta de conhecimento acessível relativo à química bioinorgânica de adjuvantes de alumínio e, conseqüentemente, pela aplicação e interpretação inadequada de modelos experimentais de seu modo de ação. O objetivo aqui é, portanto, identificar as muitas maneiras pelas quais a química do alumínio contribui para o amplo e versátil arsenal de seus adjuvantes, de modo que pesquisas futuras possam ser orientadas para um entendimento mais completo de seu papel nas vacinações humanas.

Os adjuvantes AB - Alumínio potencializam a resposta imune, garantindo assim a potência e eficácia do antígeno normalmente disponível com moderação. Sua concomitante importância crítica em programas de vacinação em massa pode ter despertado intenso interesse recente em compreender como eles funcionam e sua segurança. O progresso nessas áreas é dificultado, entretanto, pela falta de conhecimento acessível relativo à química bioinorgânica de adjuvantes de alumínio e, conseqüentemente, pela aplicação e interpretação inadequada de modelos experimentais de seu modo de ação. O objetivo aqui é, portanto, identificar as muitas maneiras pelas quais a química do alumínio contribui para o amplo e versátil arsenal de seus adjuvantes, de modo que pesquisas futuras possam ser orientadas para um entendimento mais completo de seu papel nas vacinações humanas.


Como a biologia dos dinossauros de tamanho gigante realmente funciona?

Amanhã marca a abertura da tão esperada exibição de dinossauros de Nova York & # 8217s Museum of Natural History & # 8217s, chamada & # 8220The World & # 8217s Largest Dinosaurs & # 8221. Conversamos com o curador e paleontólogo Mark Norell sobre o show & # 8211 e como esses animais supergigantes sempre ficavam de pé.

Norell é um dos muitos cientistas da equipe do AMNH, e sua área de especialização é a evolução de dinossauros para pássaros. Ele também estuda a biologia dos dinossauros e nos conta um pouco sobre como os saurópodes gigantescos mantiveram seus pescoços enormes no alto & # 8211 e por que eles podem ter evoluído para tamanhos tão extremos. Além disso, ele mostra seu fóssil favorito.

Esta é a primeira de uma série de entrevistas que a io9 está fazendo com os cientistas do AMNH & # 8211, muitos agradecimentos ao museu (e especialmente a Joshua Schnakenberg) por organizá-las, e a Matt Toder pela direção e edição.


Priya Raman

Latisse Versus Advanced Lash Pure Biology / Prescription eyelash soro latisse é relatado para crescer mais, cílios mais fortes, mas isso realmente funciona?. Se estiver desinformado, você pode escolher o produto errado e ter resultados decepcionantes. Vermelhidão no local da aplicação, irritação que eu tinha, mas continuava usando porque fazia meus cílios parecerem. Fiquei tentado a tirar meus cílios e pedir latisse, mas não consigo porque não gosto mais de como fico sem cílios. Meus cílios ficaram muito mais longos e saudáveis ​​e macios. Qual é a certa para você? Os latisse são muito defensivos com suas patentes e atualmente não permitem que nenhuma outra empresa as use. Essa crítica é uma história muito antiga de 2005 e tudo isso era voltado para o latisse, que nunca deixou.

Quais são os efeitos colaterais comuns? Há relatos de que o latisse de soro para cílios prescrito cresce mais e mais fortes, mas isso realmente funciona? Se estiver desinformado, você pode escolher o produto errado e ter resultados decepcionantes. Compare isso com a variedade de produtos de venda livre que afirmam aumentar o crescimento dos cílios (muitos sem nenhum valor real. É considerado um medicamento e atualmente só está disponível por prescrição de um médico, ao contrário de soros como rodan e campos.

Top 10 sérum para crescimento de cílios de 2019 | Nenhum lugar . de images-na.ssl-images-amazon.com Vermelhidão no local da aplicação, irritação que eu tinha, mas continuei usando porque fazia meus cílios parecerem. Fui tentado a tirar meus cílios e tomar latisse prescrito, mas não consigo porque eu não gosto mais da minha aparência sem cílios. O soro para aumentar os cílios não é apenas um análogo da prostaglandina para impulsionar o crescimento dos cílios. O crescimento dos cílios foi significativo e perceptível. A solução Latisse & # 174 é um tratamento de crescimento para hipotricose (cílios inadequados ou insuficientes). Vou compartilhar com vocês como faço meu rímel, o que faz meus cílios parecerem mais grossos e o quê. Latisse contém bimatoprost, um medicamento aprovado pela FDA que está disponível somente com receita médica. Eu comprei soro para aumentar a sobrancelha e cílios rapidlash da costco por US $ 57 por 2 tubos de 30 ml. A Rapid Lash teve que mudar sua fórmula alguns anos atrás porque a empresa que faz o latisse reivindicou os direitos / patente do ingrediente ativo de crescimento real:

O aumento de pestanas tem uma pequena vantagem no latisse, o que significa que você não precisa de receita médica para obtê-lo.

Eu peguei latisse cerca de 2 meses atrás e desde então fiquei impressionado. Aprovado pela primeira vez em dezembro de 2008, o latisse só é vendido com receita porque é um verdadeiro medicamento que tem um efeito real no crescimento dos cílios, de acordo com pesquisas, diz. Vermelhidão no local da aplicação, irritação que eu tinha, mas continuava usando porque fazia meus cílios parecerem. Fiquei tentado a tirar meus cílios e pedir latisse, mas não consigo porque não gosto mais de como fico sem cílios. Meus cílios ficaram muito mais longos e saudáveis ​​e macios. Latisse não é um produto cosmético. Latisse vs soros de venda livre. O Rapid Lash teve que mudar sua fórmula alguns anos atrás porque a empresa que faz o latisse reivindicou os direitos / patente do ingrediente ativo de crescimento: Latisse é um colírio que faz seus cílios crescerem mais. Se estiver desinformado, você pode escolher o produto errado e ter resultados decepcionantes. Você já ouviu falar sobre latisse, lash boost, neulash, revitalash, etc. Como seus ingredientes ativos são tão diferentes, eu realmente não esperava grandes coisas do rapidlash. Latisse & # 8482 é o primeiro e único produto prescrito para crescimento dos cílios indicado no Canadá para deixar os cílios naturais mais longos, mais escuros e mais cheios. Então, eu nunca usei qualquer tipo de material de crescimento de cílios antes (ou seja,

Vou compartilhar com vocês como faço meu rímel, o que faz meus cílios parecerem mais grossos e o quê. É um composto químico orgânico usado por muitos anos para tratar distúrbios oculares leves. O crescimento dos cílios foi significativo e perceptível. Miriam hanson, dermatologista certificada e especialista em cosméticos da Sanova Dermatology. O soro para aumentar os cílios não é apenas um análogo da prostaglandina para impulsionar o crescimento dos cílios.

Top 10 sérum para crescimento de cílios de 2019 | Nenhum lugar . from images-na.ssl-images-amazon.com Ei, belezas. vamos falar tudo sobre cílios hoje. O soro para aumentar os cílios não é apenas um análogo da prostaglandina para impulsionar o crescimento dos cílios. Latisse contém bimatoprost, um medicamento aprovado pela FDA que está disponível somente com receita médica. Quais são os efeitos colaterais comuns? Eu fui e comprei um pincel de delineador barato e. É um composto químico orgânico usado por muitos anos para tratar distúrbios oculares leves. Você já ouviu falar sobre latisse, lash boost, neulash, revitalash, etc. Rapid Lash teve que mudar sua fórmula alguns anos atrás porque a empresa que fabrica latisse reivindicou direitos / patentes para o ingrediente ativo de crescimento real:

Os cílios crescem gradualmente com o tempo, com a maioria das pessoas começando a ver cílios mais longos em cerca de oito semanas, com crescimento total em 16 semanas.

É considerado um medicamento e atualmente só está disponível por prescrição de um médico, ao contrário de soros como rodan e campos. Quais são os efeitos colaterais comuns? Você já ouviu falar sobre latisse, lash boost, neulash, revitalash, etc. Vou compartilhar com vocês como faço meu rímel, o que faz meus cílios parecerem mais grossos e o quê. Latisse é um colírio que faz seus cílios crescerem mais. Os cílios crescem gradualmente com o tempo, com a maioria das pessoas começando a ver cílios mais longos em cerca de oito semanas, com crescimento total em 16 semanas. O soro para aumentar os cílios não é apenas um análogo da prostaglandina para impulsionar o crescimento dos cílios. Revitalash advanced vai para os seus cílios reais e não deve tocar na sua pálpebra. Latisse contém bimatoprost, um medicamento aprovado pela FDA que está disponível somente com receita médica. Se estiver desinformado, você pode escolher o produto errado e ter resultados decepcionantes. Vermelhidão no local da aplicação, irritação que eu tinha, mas continuava usando porque fazia meus cílios parecerem. Fiquei tentado a tirar meus cílios e pedir latisse, mas não consigo porque não gosto mais de como fico sem cílios. Como seus ingredientes ativos são tão diferentes, eu realmente não esperava grandes coisas do rapidlash. A solução Latisse & # 174 é um tratamento de crescimento para hipotricose (cílios inadequados ou insuficientes).

Latisse é um colírio que faz seus cílios crescerem mais. Aprenda os problemas de custo e segurança de usar latisse para aprimorar seu. Os latisse são muito defensivos com suas patentes e atualmente não permitem que nenhuma outra empresa as use. Essa crítica é uma história muito antiga de 2005 e tudo isso era voltado para o latisse, que nunca deixou. Meus cílios ficaram muito mais longos e saudáveis ​​e macios. Eu comprei soro para aumentar a sobrancelha e cílios rapidlash da costco por US $ 57 por 2 tubos de 30 ml.

Top 10 sérum para crescimento de cílios de 2019 | Nenhum lugar . from images-na.ssl-images-amazon.com Latisse é um colírio que faz seus cílios crescerem mais. É considerado um medicamento e atualmente só está disponível por prescrição de um médico, ao contrário de soros como rodan e campos. Revitalash advanced vai para os seus cílios reais e não deve tocar na sua pálpebra. Eu comprei soro para aumentar a sobrancelha e cílios rapidlash da costco por US $ 57 por 2 tubos de 30 ml. O soro para aumentar os cílios não é apenas um análogo da prostaglandina para impulsionar o crescimento dos cílios. Aprenda os problemas de custo e segurança do uso do latisse para aprimorar o seu. Os cílios crescem gradualmente com o tempo, com a maioria das pessoas começando a ver cílios mais longos em cerca de oito semanas, com crescimento total em 16 semanas. É importante notar que latisse é o primeiro soro de crescimento de cílios aprovado pela FDA com perfis de segurança e sucesso e ingredientes conhecidos.

Vou compartilhar com vocês como faço meu rímel, o que faz meus cílios parecerem mais grossos e o quê.

Aprovado pela primeira vez em dezembro de 2008, o latisse só é vendido com receita porque é um verdadeiro medicamento que tem um efeito real no crescimento dos cílios, de acordo com pesquisas, diz. Como seus ingredientes ativos são tão diferentes, eu realmente não esperava grandes coisas do rapidlash. Os latisse são muito defensivos com suas patentes e atualmente não permitem que nenhuma outra empresa as use. Essa crítica é uma história muito antiga de 2005 e tudo isso era voltado para o latisse, que nunca deixou. Compare isso com a variedade de produtos sem receita que afirmam aumentar o crescimento dos cílios (muitos sem nenhum real. O ingrediente ativo no latisse é uma prostaglandina chamada bimatoprost, que é o que estimula o crescimento dos cílios, explica o dr. Se não for informado, você pode escolher o produto errado e tenho resultados decepcionantes. O soro para aumentar os cílios não é apenas o análogo da prostaglandina para impulsionar o crescimento dos cílios. Vermelhidão no local da aplicação, irritação que eu tinha, mas continuava usando porque fazia meus cílios parecerem, fiquei tentado a arrancá-los fora e obter latisse prescrito, mas eu não posso porque eu não gosto mais de como eu pareço sem cílios. Latisse vs soros de venda livre para cílios. & # 10060 houve casos de cílios caindo e descoloração dos olhos, pode ser devido a ser alérgico a um ou muitos dos ingredientes, nesse caso, é melhor interromper o uso e procurar ajuda médica. É considerado um medicamento e atualmente só está disponível mediante receita de um médico ao contrário de soros como rodan e campos. O principal ingrediente do soro de crescimento de cílios Latisse é o bimatoprost. Então, eu nunca usei qualquer tipo de material de crescimento de cílios antes (ou seja,

Fonte: images-na.ssl-images-amazon.com

Latisse & # 8482 é o primeiro e único produto prescrito para crescimento dos cílios indicado no Canadá para deixar os cílios naturais mais longos, mais escuros e mais cheios. O principal ingrediente do soro de crescimento de cílios Latisse é o bimatoprost. Eu peguei latisse cerca de 2 meses atrás e desde então fiquei impressionado. Latisse contém bimatoprost, um medicamento aprovado pela FDA que está disponível somente com receita médica. É considerado um medicamento e atualmente só está disponível por prescrição de um médico, ao contrário de soros como rodan e campos.

Fonte: images-na.ssl-images-amazon.com


Você realmente entende a forma como titer funciona em caso de transdução de Hela?

Titre é a força de uma solução de qualquer coisa determinada pelo ensaio. No caso dos vírus, o título é importante, pois a infecção geralmente não resultará de uma partícula de vírus, geralmente várias são necessárias por célula para produzir uma infecção ativa.

Pense nas suas infecções da seguinte maneira - se você pegar 20 bolas e colocá-las em um escritório de modo que todas fiquem pulando, e então você entrar no escritório, suas chances de ser atingida são muito boas. Agora pegue as mesmas 20 bolas e jogue-as em uma quadra de basquete. Sua chance de ser atingido diminui drasticamente. O título é efetivamente o mesmo - você está mantendo a quantidade total de bolas (partículas de vírus) igual, apenas em um volume menor (título mais alto), então a chance de um acerto (infecção) aumenta.

Editado por bob1, 02 de maio de 2010 - 16:31.

# 3 AllenChiu

Titre é a força de uma solução de qualquer coisa determinada pelo ensaio. No caso dos vírus, o título é importante, pois a infecção geralmente não resultará de uma partícula de vírus, geralmente várias são necessárias por célula para produzir uma infecção ativa.

Pense nas suas infecções da seguinte maneira - se você pegar 20 bolas e colocá-las em um escritório de modo que todas fiquem pulando, e então você entrar no escritório, suas chances de ser atingida são muito boas. Agora pegue as mesmas 20 bolas e jogue-as em uma quadra de basquete. Sua chance de ser atingido diminui drasticamente. O título é efetivamente o mesmo - você está mantendo a quantidade total de bolas (partículas de vírus) igual, apenas em um volume menor (título mais alto), então a chance de um acerto (infecção) aumenta.


Perguntas do livro didático NCERT

Pensando no Texto
(Página 50)

Questão 1.
Aqui estão alguns títulos para parágrafos no texto. Escreva o (s) número (s) do (s) parágrafo (s) para cada título contra o cabeçalho. O primeiro é feito para você.

Respostas:

Questão 2.
Quem teve essas opiniões sobre Einstein?

Mais recursos para CBSE Classe 9

Questão 3.
Explique quais são as razões para o seguinte:

  1. Einstein deixando a escola em Munique para sempre.
  2. Einstein quer estudar na Suíça em vez de em Munique.
  3. Einstein vendo em Mileva um aliado.
  4. O que isso diz a você sobre Einstein?
  1. Einstein deixou a escola em Munique porque não gostava da disciplina da escola. Ele odiava a regulamentação da escola e muitas vezes entrava em conflito com os professores.
  2. Os pais de Albert se mudaram para Milão e deixaram seu filho com parentes. Após prolongada discussão, Einstein teve o desejo de continuar seus estudos na Suíça de língua alemã e # 8211. Na verdade, era mais liberal do que Munique.
  3. Einstein viu em Mileva Marie um aliado contra os “filisteus” - aquelas pessoas de sua família e da universidade com quem ele estava constantemente em conflito. Ele descobriu que ela era uma “criatura inteligente”.
  4. Isso mostra que Einstein era um gênio e tinha a capacidade de atingir seus objetivos. Além disso, ele tinha sua própria visão da vida. Ele gostava muito de liberdade.

Questão 4.
Como Einstein chamava sua gaveta de mesa no escritório de patentes? Porque?
Responder:
Einstein chamava a gaveta de sua escrivaninha no escritório de patentes de “bureau de física teórica”. Einstein estava realmente desenvolvendo suas próprias ideias em segredo e sua gaveta tinha todas as evidências que poderiam revelar o segredo.

Questão 5.
Por que Einstein escreveu uma carta para Franklin Roosevelt?
Responder:
Com o surgimento dos nazistas na Alemanha,
Einstein emigrou para os Estados Unidos. Foi o fato de os nazistas terem a capacidade de desenvolver a bomba atômica. Isso pode destruir o mundo inteiro. Por isso, ele avisou Franklin D. Roosevelt em sua carta.

Questão 6.
Como Einstein reagiu ao bombardeio de Hiroshima e Nagasaki?
Responder:
A bomba atômica devastou as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki. Ele ficou profundamente abalado com a extensão da destruição e escreveu uma carta pública às Nações Unidas.

Questão 7.
Por que o mundo se lembra de Einstein como um ‘cidadão mundial’?
Responder:
O mundo se lembra de Einstein como um "cidadão mundial" porque ele acreditava na paz universal. Quando houve a corrida dos ratos para se tornar uma potência atômica, ele estava preocupado com as consequências da bomba. Ele era realmente um cidadão mundial que se preocupava com a humanidade.

Questão 8.
Aqui estão alguns fatos da vida de Einstein. Organize-os em ordem cronológica.

[] Einstein publica sua teoria da relatividade especial.
[] Ele é agraciado com o Prêmio Nobel de Física.
[] Einstein escreve uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e alerta contra a construção de uma bomba atômica pela Alemanha.
[] Einstein frequenta uma escola secundária em Munique.
[] A família de Einstein muda-se para Milão.
[] Einstein nasceu na cidade alemã de Ulm.
[] Einstein ingressou em uma universidade em Zurique, onde conheceu Mileva.
[] Einstein morre.
[] Ele fornece uma nova interpretação da gravidade.
[] Cansado da arregimentação da escola, Einstein se retira da escola.
[] Ele trabalha em um escritório de patentes como especialista técnico.
[] Quando Hitler chega ao poder, Einstein deixa a Alemanha e vai para os Estados Unidos.

[1] Einstein nasceu na cidade alemã de Ulm.
[2] Einstein frequenta uma escola secundária em Munique.
[3] A família de Einstein muda-se para Milão.
[4] Cansado da arregimentação da escola, Einstein se retira da escola.
[5] Einstein ingressou em uma universidade em Zurique, onde conheceu Mileva.
[6] Ele trabalha em um escritório de patentes como especialista técnico.
[7] Einstein publica sua teoria da relatividade especial.
[8] Ele fornece uma nova interpretação da gravitação.
[9] Ele recebeu o Prêmio Nobel de Física.
[10] Quando Hitler chega ao poder, Einstein deixa a Alemanha e vai para os Estados Unidos.
[11] Einstein escreve uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt e alerta contra a construção de uma bomba atômica pela Alemanha.
[12] Einstein morre.

Pensando na linguagem
(Página 51)

Questão 1.
Aqui estão algumas frases da história.
Escolha a palavra entre os colchetes que podem ser substituídos pelas palavras em itálico nas frases.

  1. Alguns anos depois, o casamento vacilou, (falhou, quebrou, tornou-se fraco)
  2. Einstein estava constantemente em conflito com as pessoas na universidade, (em maus termos, em desacordo, infeliz)
  3. Os jornais proclamaram seu trabalho como “uma revolução científica”, (declarou, elogiou, mostrou)
  4. Einstein se envolveu cada vez mais com a política, agitando pelo fim do acúmulo de armas. (campanha, luta, apoio)
  5. Aos 15 anos, Einstein se sentiu tão sufocado que deixou a escola para sempre. (permanentemente, para seu benefício, por um curto período de tempo)
  6. Cinco anos depois, a descoberta da fissão nuclear em Berlim deixou os físicos americanos em alvoroço (em estado de comoção, cheio de críticas, em estado de desespero)
  7. A ciência não foi a única coisa que atraiu o jovem arrojado com bigode de morsa, (interessado, desafiado, preocupado)
  1. fracassado
  2. em desacordo
  3. declarado
  4. fazendo campanha
  5. permanentemente
  6. em estado de comoção
  7. interessado.

Questão 2.
Estude as seguintes sentenças:

  • Einstein se tornou um violinista amador talentoso, mantendo essa habilidade por toda a vida.
  • Sobrevivem cartas nas quais expressam seu afeto em palavras, mesclando ciência e ternura.

As partes em itálico nas frases acima começam com verbos ing e são chamadas de frases participiais. As frases participiais dizem algo mais sobre a pessoa ou coisa falada ou a ideia expressa pela frase como um todo. Por exemplo:

- Einstein se tornou um violinista amador talentoso. Ele manteve essa habilidade por toda a vida.

Complete as frases abaixo preenchendo os espaços em branco com orações participiais adequadas. A informação que deve ser usada nas frases é fornecida como uma frase entre colchetes.

  1. & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230. os bombeiros finalmente apagaram o fogo. (Eles trabalharam sem parar.)
  2. Ela assistiu ao pôr do sol acima da montanha, & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230. (Ela percebeu que as cores se misturavam suavemente.)
  3. O cavalo empolgado deu patadas no chão rapidamente, & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230. (Enquanto relinchava continuamente.)
  4. & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230. , Eu me encontrei em Bangalore, em vez de Benaras. (Eu peguei o trem errado.)
  5. & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230., Eu estava desesperado para chegar ao banheiro. (Eu não tomava banho há dois dias)
  6. Os degraus de pedra, & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230. precisava ser substituído. (Eles estavam desgastados).
  7. O ator recebeu centenas de cartas de seus fãs, & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230 & # 8230. (Eles pediram que ele enviasse sua fotografia.)
  1. Trabalhando 24 horas por dia, os bombeiros finalmente apagaram o fogo.
  2. Percebendo as cores se misturando suavemente, ela observou o pôr do sol acima da montanha.
  3. Relinchando continuamente, o animado cavalo deu patadas no chão rapidamente.
  4. Tendo pegado o trem errado, acabei em Bangalore em vez de Benaras.
  5. Fazia dois dias que não tomava banho e estava desesperada para ir ao banheiro.
  6. Os degraus de pedra desgastados precisaram ser substituídos.
  7. O ator recebeu centenas de cartas de seus fãs pedindo-lhe que enviasse sua fotografia.

Escrevendo reportagens de jornal
(Página 53)

Aqui estão algumas notas que você pode usar para escrever um relatório.

21 de agosto de 2005 - manuscrito manuscrito original de Albert Einstein desenterrado - pelo estudante Rowdy Boeynik na Universidade da Holanda - Boeynik pesquisando documentos - papéis pertencentes a um velho amigo de Einstein - impressões digitais de Einstein nesses papéis - documento de 16 páginas datado de 1924 - O trabalho de Einstein sobre esta última teoria - comportamento de átomos em baixa temperatura - agora conhecida como condensação de Bose-Einstein - o manuscrito a ser mantido na Universidade de Leyden, onde Einstein recebeu o Prêmio Nobel.

Questão 1.
Escreva um relatório com quatro parágrafos,
um em cada:

  • o que foi desenterrado.
  • quem o desenterrou e quando.
  • o que o documento continha.
  • onde será guardado.

Seu relatório pode começar assim:
Respostas:
O Aluno Desenterra o Manuscrito de Einstein, 21 de agosto de 2005. Um manuscrito original de Albert Einstein foi retirado da terra na Universidade da Holanda.

Um estudante chamado Rowdy Boeynik estava pesquisando os papéis pertencentes a seu antigo companheiro Einstein.

O documento continha papéis do trabalho de Ein-stein sobre a última teoria - comportamento dos átomos em baixa temperatura. Hoje é conhecida como Condensação de Bose-Einstein.

O manuscrito será mantido na Universidade de Leyden, onde Einstein recebeu o Prêmio Nobel.

Ditado
(Página 53)

Questão 1.
Seu professor ditará esses parágrafos para você. Escreva os parágrafos com os sinais de pontuação corretos.

Em 1931, Charlie Chaplin convidou Albert Einstein, que estava visitando Hollywood, para uma exibição privada de seu novo filme, City Lights. Enquanto os dois homens dirigiam juntos para a cidade, os transeuntes acenaram e aplaudiram. Chaplin voltou-se para seu convidado e explicou: “As pessoas estão aplaudindo você porque nenhuma delas o entende e me aplaudindo porque todos me entendem”.

Um dos colegas de Einstein pediu seu número de telefone um dia. Einstein pegou uma lista telefônica e procurou. “Você não se lembra do seu próprio número?” o homem perguntou, assustado. "Não", respondeu Einstein. “Por que devo memorizar algo que posso obter tão facilmente de um livro?” (Na verdade, Einstein afirmou nunca memorizar nada que pudesse ser pesquisado em menos de dois minutos.)
Responder:
In 1931, Charlie Chaplin invited Albert Einstein, who was visiting Hollywood, to a private screening of his new film, “City Lights”. As the two men drove into town together, passers-by waved and cheered. Chaplin turned to his guest and explained: “The people are applauding you because none of them understands you and applauding me because everybody understands me.”

One of Einstein’s colleagues asked him for his telephone number one day. Einstein reached for a telephone directory and looked it up. “You don’t remember your own number?” the man asked, startled. “No”, Einstein answered. “Why should I memorise something I can so easily get from a book?” (In fact, Einstein claimed never to memorise anything which could be looked up in less than two minutes.)

Extract Based Questions(3 marks each)

Read the passage given below and answer the questions that follow:

Question 1:
A headmaster once told his father thatwhat Einstein chose as a profession would not matter, because
“he will never make a success at anything”. Einstein began learning to play the violin at the age of six, because his mother wanted him to. He later became a gifted amateur violinist, maintaining this skill throughout his life.

  1. What was the headmaster’s opinion about Einstein ?
  2. Why did Einstein learn to play violin ?
  3. Find a word from the passage that means “having great natural ability”.(Board Term 1,2012, ELI-013)
  1. The headmaster’s opinion about Einstein was that he would never be successful in his life.
  2. Einstein learnt to play the violin to fulfil the desire of his mother.
  3. Gifted.

Question 2:
Einstein was deeply shaken by the extent of the destruction. This time he wrote a public missive to the United Nations. In it he proposed the formation of a world government. Unlike the letter to Roosevelt, this one made no impact.

  1. What did Einstein write and to whom ?
  2. Why did he write a letter to Roosevelt earlier ?
  3. Find the word from the extract that means – “a long and official letter”.(Board Term 1,2012, ELI-027)
  1. Einstein wrote a public missive to the United Nations proposing the formation of a world government.
  2. He wrote a letter to Roosevelt earlier in which he warned him by saying, “a single bomb of
    this type might very well destroy the whole part with some of the surrounding territory”, i.e., a letter warning him for a bomb blast.
  3. Missive.

Question 3:
“The pair finally got married in January 1903, and had two sons. But a few years later, the marriage faltered”.

  1. Name the “pair” referred to in the above lines.
  2. What happened to their marriage ?
  3. Which word from the extract means “became weak” ? (Board Term 1,2012, ELI-029)
  1. The pair referred to in the above lines is of Albert Einstein and Mileva.
  2. Their marriage was not successful.
  3. Faltered.

Question 4:
He also felt a special interest in a fellow student, Mileva Marie, whom he found to be a “clever creature”. This young serb had come to Switzerland because the University in Zurich was one of the few in Europe where women could get degrees. Einstein saw in her an ally against the “philistines”- those people in his family and at the university with whom he was constantly at odds.

  1. Who is “clever creature” and “young serb” in the passage ?
  2. Why did the young serh come to Switzerland ?
  3. What was the attitude of Einstein towards the young serb ? (Board Term 1,2012, ELI-025)
  1. Who felt special interest in Mileva Marie and why ?
  2. Why did Mileva Marie come to Switzerland ?
  3. Which word in the passage means “softness” ? (Board Term 1,2012, ELI-036)
  1. Mileva Marie, a fellow student with Einstein is referred to as a “clever creature” and “young serb”.
  2. The young serb had come to Switzerland because the university in Zurich was one of the few in Europe where women could get degrees.
  3. Einstein was attracted to her and he wanted to join her.
  1. Albert Einstein felt a special interest in Mileva Marie as he thought her to be a clever creature.
  2. Mileva Marie came to Switzerland as the University of Zurich was one of the few places of Europe where women could get degrees.
  3. Tenderness.

Short Answer Type Questions (2 marks each)
(About 30-40 words each)

Question 1:
Why did the people call Einstein a world citizen ? (Board Term 1,2012, ELI-014)
Responder:
People called Einstein a world citizen because he campaigned for peace and democracy and was agitated against arms and bombs especially after the bombing of Hiroshima and Nagasaki.

Question 2:
Why did Albert Einstein leave his school ? (Board Term 1,2012, ELI-015)
Responder:
Albert Einstein left his school because he was not happy with the education system. He was not at
ease with the strict regimentation of the school. He felt suffocated because of which he had to leave school.

Question 3:
Why did Einstein hate school ? (Board Term 1,2012, ELI-018)
Responder:
He hated school regimentation because of its extreme sense of discipline. He felt tired and suffocated
with this atmosphere. He often clashed with his teacher.

Question 4:
Why does the world remember Einstein as a world citizen ? (Board Term 1,2012, ELI-019)
Responder:
The world remembers Einstein as a world citizen as he was deeply hurt by the mass destruction in
Japan and campaigned for peace and democracy – worked for humanity.

Question 5:
Why did Einstein write a letter to Franklin Roosevelt ?(Board Term 1,2012, ELI-020)
Or
Why did Einstein write a letter to the American President Roosevelt ?(Board Term 1,2012, ELI-042)
Responder:
Einstein wrote a letter to Franklin Roosevelt when the Nazis were in Germany and he had to migrate
from there. The discovery of Nuclear fission in Germany made the American physicists upset that the Nazis could use an atom bomb.

Question 6:
What is Einstein’s Special Theory of Relativity ? (Board Term 1,2012, ELI-021)
Responder:
According to Einstein’s special theory of relativity, time and distance are not absolute. From this followed the world’s most famous formula which describes the relationship between mass and energy i.e., E = me2.

Question 7:
Why did Einstein’s play mates call him “Brother Boring” ? (Board Term 1,2012, ELI-023)
Responder:
Einstein could not mix up with other children. He did not find their games interesting. He often uttered every word twice. He was often teased for his abnormally huge head. And so his friends nicknamed him “Brother Boring.”

Question 8:
How was Einstein’s private life unraveling after he finished his studies ?(Board Term 1,2012, ELI-026)
Responder:
He had wanted to marry Mileva but his mother was against it. She thought Mileva was three years older than her son and toq intelligent for him.

Question 9:
What did Einstein call his desk drawer at the patent office and why ?(Board Term 1,2012, ELI- 028)
Responder:
Einstein called his desk drawer at the patent office the “bureau of theoretical physics” because he was working as a technical expert in the patent office in Bern where he was supposed to be assessing other peoples’ inventions.

Question 10:
How did Einstein react to the bombing of Hiroshima and Nagasaki ?(Board Term 1,2012, ELI-034)
Responder:
Einstein was shocked at the extent of destruction caused by the bombing. He wrote a long letter to the United Nations and suggested that there should be a World Government.

Long Answer Type Questions (4 marks each)
(About 80-100 words each)

Question 1:
Write down the achievements of Albert Einstein. (Board Term 1,2012, ELI-022)
Responder:
Albert Einstein was really a scientific genius. He felt at home in Mathematics but he showed keen interest in physics. After graduating from the university in Zurich he started working vigorously. With his university education he was working on relativity. After his graduation, he remained jobless. So, he gave private lessons. In 1902, he secured a job as a technical expert in the patent office in Bera. But he went on developing his own ideas. The world showered on him honors invitations. He was honored with Noble prize in 1921.

Question 2:
Einstein was an unusual child with no indication of his potential greatness. Comment.(Board Term 1,2012, ELI-039)
Responder:
Einstein’s head was larger than the usual head. He was called “Brother Boring” because he never mixed up with his classmates. He left school because he was not happy with the strict regimentation. He loved mechanical toys and thought his sister to be a toy. The head master thought him to be stupid and good for nothing and that he would never succeed in life. He also told Einstein’s father that whatever profession he chose would not matter, because “he will never make a success at anything”. This proves that Einstein was an unusual child with no indication of his potential greatness.

Question 3:
What was the outcome of Einstein’s letter which he wrote to the American President, Roosevelt ? Did his warning have any impact on America ?(Board Term 1,2012, ELI-051)
Responder:
On his colleague’s insistence, Einstein wrote a letter to the American President, Roosevelt when the Nazis were in Germany and he had to migrate from there. The discovery of Nuclear fission in Germany made the American physicists upset that the Nazis could use the bomb. He warned him of the consequences of the atomic bomb. His words had a great impact. The Americans developed the atomic bomb secretly. They dropped it on the Japanese cities of Hiroshima and Nagasaki irf August 1945. Einstein was greatly moved by the destruction. He wrote a long letter to the United Nations and suggested that there should be a world government. This definitely helped ending the world war.

Value Based Question (4 marks)

Question 1:
Do you think that in today’s context national boundaries are overcome by global issued ?
Responder:
The world is undoubtedly a global village. Any issue cannot be resolved at the national level alone. This has been reflected in die case of Albert Einstein. He wrote to the President of the U.S.A. about the evils of a nuclear war, requesting him to take some measures. It is definitely the responsibility of each one of us to shoulder the responsibility of protecting the world.

We hope the NCERT Solutions for Class 9 English Beehive Chapter 4 A Truly Beautiful Mind help you. If you have any query regarding CBSE Class 9 English Beehive Chapter 4 A Truly Beautiful Mind, drop a comment below and we will get back to you at the earliest.


How do organophosphates actually work? - Biologia


A- Coding For Life - Genetics

In keeping with the concept that people of earlier ages were not stupid, it was long understood that most reproduction produced offspring that somehow displayed combinations of the traits of the parents. If you bred individuals with some particular trait in common, you increased the chance that such a trait would be prominent in the offspring, but it didn't always work that way. You could make plant cuttings and pretty much get a duplicate plant, traitwise, but pollination produced the same sort of mixtures that animal reproduction gave. How did it all work? Were there hidden rules that could be discovered and applied?

Gregor Mendel was fascinated with science and Nature, but in order to get enough training he had to enter a monastery in what was then Austria (now Brno of the Czech Republic). In a classic example of using the materials at hand, Mendel took advantage of the monastery's production of peas: for years he bred peas in special separate plots, focusing on a few one-or-the-other features (such as Tall / Short, or Wrinkly Pea / Smooth Pea) that he could isolate in a "pure" form. After hundreds of tests, with new plots of hybrid plants and plots of hybrid-hybrid crosses, Mendel developed the first basic rules of what would come to be called genetics.

Mendel decided that traits were determined by some sort of internal code pieces which he called genes.For any particular trait, there might be code variations that changed the nature, like leaf color, or degree (height) of the trait, such as a variation in the Height Gene for Tall and one for Short. These variations he called alleles, which are carried in each individual in pairs (although there may be way more than two allele variations in a whole population, each individual just gets two, one from each parent), of which only one is passed on to each offspring. For each trait that is determined by a single gene, an individual's particular version of that trait is a product of their two alleles. Mendel thought that every single allele pair was sorted separately for reproduction, which turned out later to not be true, but many of them do sort independently.

As a side effect of Mendel's choice of pea traits, he also discovered a genetic feature called dominance, where the presence of a dominant allele can completely hide the presence of a recessive allele. This either-or condition was necessary to his working out genetic rules, but it has since been found (and he probably realized) that many traits don't follow such a pattern. Many allele effects are not that strong or weak, but rather blend to produce the trait. (In human eye color, very dark alleles can be dominant over very light alleles - brown can dominate blue - but middle-strength alleles blend, such as when green and light brown produce hazel) It also turns out that many traits, in fact most traits, are a product of at least two genes working together, two alleles per gene these multiple-gene traits do follow rules based upon Mendel's discoveries, but the complex mixing of many alleles makes predictions of offspring traits a matter of complex probability. With all that we know of genetics, breeding racehorses is still a matter of mating parents with desired traits and hoping everything mixes properly in the offspring (running ability is a multiple-gene trait), which is what they have been doing since before Mendel was born.

Mendel wrote and published several papers on his discoveries, but no one in the scientific community noticed, possibly because no one had taken such a mathematical approach to biology before. When he died, as far as he knew his research and findings would make no difference to the world. However, in the very early 1900s, three scientists investigating the same sorts of processes discovered Mendel's papers, and they became the foundation of a basic building block of biology today.

We know a bit more about genes today. The researchers who followed up on Mendel's work through the 20th century discovered some additional details:

Groups of genes are linked together. Researchers in Britain and the Netherlands, building upon Mendel's rules, found that seemingly unrelated alleles might follow patterns to suggest that they were being passed on as a connected whole. It turns out that our cells do not carry thousands of separate codes floating about genes are bound together along the lengths of chromosomes. Isso é chamado linkage: for example, genes that are found on sex chromosomes (but aren't always connected to gender) exhibit what's called sex linkage. One feature of any species is its characteristic chromosome number, usually an even number in sexually-reproducing species because of the pairs (humans have a chromosome number of 46, for 23 pairs). There are advantages and disadvantages to both low and high chromosome numbers: with low numbers, the distribution of copies that must happen whenever new cells are made is easier - there are fewer chromosomes to copy and chromosome copies to distribute properly but with higher numbers, the sorting of various potential combinations goes up, increasing variability in offspring, which increases evolutionary flexibility. The numbers vary widely, including some plants with amazingly high numbers.

For each chromosome gotten from one parent, there's one from the other that "matches" it, with spots for all of the same genes even if the alleles differ. These pairs are called homologous chromosomes.

About twenty years later, as it became obvious that linkages could occasionally be broken, it was discovered that pieces of homologous chromosomes could be swapped during certain cell events. This process, called crossing over, supplied yet another way that alleles could be recombined.

One weakness of Darwin's original theory is that it could not explain where "new" features (really, old features, but dramatically changed ones) came from - natural variations couldn't really explain how snake venom evolved from salivary proteins, for instance. But many years later, in work mostly with fruit flies, mutationswere discovered: spontaneous changes in genetic material, producing new alleles that produced new variations on traits. Soon it was found that x-rays could induce mutations, with greater doses making more changes. We now consider any change in DNA, whether it is in genes or not, to be a mutation, and it is known that mutations to a gene will usually have no effect on the coded trait, will tend to have a bad effect if an effect exists, but occasionally will produce a valuable change. And a particular type of mutation from crossing over can produce duplicate genes in offspring, allowing for the mutational change of an existing trait (say, snake saliva to venom through changes of the "extra" saliva gene) while preserving the original action (not losing the original saliva protein). This might also explain why more "advanced" organisms seemed to have more genes than more "primitive" ones. Genetic redundancyworks these two ways - coding is redundant (for reasons covered when the details of code-to-protein are covered) and is hard to effectively alter, and "extra" or redundant genes may be produced. The extra genes, according to recent research, have at least 4 functions if they are not shut off or deleted: they can help produce more of the coded protein they can be available to perform if the "original" fails they can become involved in differential expression, allowing fine-tuned regulation of production (especially in multi-step chemical pathways) and they can develop a new function, possibly dramatically different from the original, which was mentioned above as important to evolutionary "jumps."

Work with a bread mold, Neurospora, in the 1940's, led to the discovery that allele mutations were producing changed traits by affecting single enzymes (which are proteins) in the mold's metabolic pathways, leading to a clear idea of what exactly a gene is: a code that is used to make particular proteins. Cells then use those proteins to create the "traits" that Mendel connected to genes. Mendel's height gene, for instance, codes for a type of plant growth hormone protein. What makes alleles different is that they produce proteins that have slight (or major) molecular differences, changing how they work. The definition of "gene" itself has continued to evolve this simple one works at the introduction level.

DNA had long been suspected of being the coding material in cells, but when broken down to its handful of components, it seemed too simple to be able to carry such complex information. However, during the late 1940's, work done with phages , viruses that use bacterial cells as sources to produce more viruses, showed that in many circumstances the only viral material getting into the host cell was DNA, and that supplied all that was necessary for the cell to make and assemble the next generation of viruses. DNA could act as a code, and it could carry all critical information all by itself.

During the 1950's, work done by James Watson, Francis Crick, Maurice Wilkin, and Rosalind Franklin led to an understanding of how DNA can hold complex information on a molecular level. They found that the molecule was a two-stranded, cross-connected spiral, called a double helix, and that a type of component called a nitrogenous base, in only 4 varieties, produced the code from their sequential order along one strand. Since each base type will only connect to one other type across the way, the two strands could be separated and a new strand added on that would exactly duplicate the old complement. Most mutations arise when some aspect of the sequence is changed.

The four nitrogenous bases (there is a fifth, used in RNA) are Adenine, which cross-connects only to Thymine (and vice versa), and Cytosine, which only connects to Guanine. In RNA, Uracil replaces Thymine and cross-connects to Adenine. Inside an actual gene sequence, each 3-base sequence on the DNA strand is a codon that will be translated into one amino acid of the protein coded for. Often a single base-change in a codon will translate to exactly the same amino acid (or one very similar), which is the molecular basis of that one type of genetic redundancy. More detail on how this all works appears much later in the book.

Since Mendel , it has been discovered that in some circumstances for an individual, having two different alleles for a trait can be better than a matched pair of the same alleles, a condition called hybrid vigor. This often is the reason that human genetic diseases have spread through a population. For example, the gene for the oxygen carrier hemoglobin has a allele that makes a nonround version of the protein if you get a pair of these alleles, it gives you sickle-cell anemia, a dangerous disease that affects the shape of red blood cells and impairs circulation. In areas where malaria, a disease caused by a blood parasite, is common, people carrying one regular hemoglobin allele and one sickle-cell allele have more resistance to malaria than those with two regular alleles, giving them an advantage that passes sickle-cell alleles to their offspring. Other genetic diseases may have similar effects: cystic fibrosis alleles might make single-carriers resistant to diarrhetic diseases (which kill huge numbers across the world), Tay-Sachs seems to produce a tuberculosis resistance, and schizophrenia (which is a multiple-gene trait and harder to sort out) may in some combinations increase creativity and the willingness to take risks, important features in human societies.

Over recent decades, the role of genetics in traits of all kinds has become a major focus of research. As a bridge to answering those questions, lots of high-profile work has been done in the analysis of genomes, or the analysis of the total DNA carried by particular species of organisms (or, really, by an individual selected as a representative). Genomes have been determined for many disease organisms and popular research organisms, as well as through the Human Genome Project. Of course, knowing the sequence of all of human DNA doesn't tell you which gene does what, or even what all of the non-gene DNA does, but it's a useful step.

Very recent work has led to the hypothesis that changes in DNA stretches involved in regulating gene expression, especially a type called a

Chapter 9
Section A
Coding For Life - Genetics

[Your opinion is important to us. If you have a comment, correction or question pertaining to this chapter please send it to appropriate person listed in contact information or visit forums for this course.]


The immunobiology of aluminium adjuvants: how do they really work?

I: Trends in Immunology , Vol. 31, Nr. 3, 2010, s. 103-109.

Forskningsoutput : Tidskriftsbidrag › Översiktsartikel

Harvard

Vancouver

Author

T1 - The immunobiology of aluminium adjuvants: how do they really work?

N2 - Aluminium adjuvants potentiate the immune response, thereby ensuring the potency and efficacy of typically sparingly available antigen. Their concomitant critical importance in mass vaccination programmes may have prompted recent intense interest in understanding how they work and their safety. Progress in these areas is stymied, however, by a lack of accessible knowledge pertaining to the bioinorganic chemistry of aluminium adjuvants, and, consequently, the inappropriate application and interpretation of experimental models of their mode of action. The objective herein is, therefore, to identify the many ways that aluminium chemistry contributes to the wide and versatile armoury of its adjuvants, such that future research might be guided towards a fuller understanding of their role in human vaccinations.

AB - Aluminium adjuvants potentiate the immune response, thereby ensuring the potency and efficacy of typically sparingly available antigen. Their concomitant critical importance in mass vaccination programmes may have prompted recent intense interest in understanding how they work and their safety. Progress in these areas is stymied, however, by a lack of accessible knowledge pertaining to the bioinorganic chemistry of aluminium adjuvants, and, consequently, the inappropriate application and interpretation of experimental models of their mode of action. The objective herein is, therefore, to identify the many ways that aluminium chemistry contributes to the wide and versatile armoury of its adjuvants, such that future research might be guided towards a fuller understanding of their role in human vaccinations.


Assista o vídeo: Como Eliminar Garrapatas Pulgas Asuntol (Agosto 2022).