Em formação

21.E: Diverstidade de Animais (Exercícios) - Biologia

21.E: Diverstidade de Animais (Exercícios) - Biologia


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

21.E: Diverstidade de Animais (Exercícios)

Diversidade Animal

Para motivar e orientar a observação do aluno de semelhanças entre animais e plantas, diversidade e adequação para viver em ambientes diferentes para mostrar que as histórias às vezes dão às plantas e animais atributos que eles realmente não têm.

Contexto

Esta lição expõe as crianças a uma ampla variedade de animais e as orienta através da observação de semelhanças, diferenças e adaptações ambientais dos animais. Esta lição pode ser usada como parte de um estudo de plantas e animais. Antes de fazer a lição, os alunos devem saber o significado dos termos planta, animal e vida.

Como Parâmetros de referência para alfabetização em ciências assinala, & ldquoObservar não é suficiente. Os alunos devem ter motivos para suas observações e razões que os levem a fazer algo com as informações que coletam. & Rdquo Os alunos devem ser incentivados a fazer perguntas, encontrar respostas por observação cuidadosa e comparar suas descobertas com as de outros alunos. Eles podem usar suas descobertas para criar exposições com fotos, desenhos e até mesmo espécimes vivos da área onde vivem. (Referências de alfabetização científica, p. 102.)

A pesquisa mostra que os alunos do ensino fundamental tendem a considerar apenas os vertebrados como animais, ou a agrupar os animais por semelhanças na aparência externa, comportamento ou habitat. Os jovens alunos também definem planta de uma forma restrita, deixando de classificar grama, árvores e vegetais como plantas. Além disso, esses alunos "normalmente usam critérios como & lsquomovement & rsquo & lsquobreath, & rsquo & lsquoreproduction & rsquo e & lsquodeath & rsquo para decidir se as coisas estão vivas. Assim, alguns acreditam que o fogo, as nuvens e o sol estão vivos, mas outros pensam que as plantas e certos animais não vivem. & rdquo (Referências de alfabetização científica, pp. 340 & ndash341.) Em seu estudo de plantas e animais, os alunos devem ser guiados para a compreensão de que as estruturas e processos internos podem ser mais significativos do que as características externas na classificação.

Como esta lição inclui apenas observações online, os alunos também precisarão de oportunidades contínuas para observação prática (usando lentes manuais, se apropriado) com muitos tipos de plantas e animais vivos em tantos ambientes quanto possível. Além disso, como a lição principal se concentra apenas em animais, os alunos precisarão de aulas semelhantes que tratam de plantas.

Motivação

Para apresentar a lição, apresente um animal ou planta viva como um exemplo prático em sala de aula. Peça aos alunos que falem ou desenhem coisas que observam e compartilhem suas observações com a classe.

  • O que você vê, ouve, cheira ou sente ao observar esta planta / ou animal?
  • Como as plantas / ou animais podem ser semelhantes uns aos outros?
  • Como eles podem ser diferentes um do outro?

Explique aos alunos que eles estão prestes a ver um livro online com fotos de muitos animais. Seu trabalho é observar as coisas sobre esses animais e descobrir como eles são semelhantes e diferentes uns dos outros. Outra coisa que eles vão estudar é onde esses animais vivem e por que eles podem viver lá com sucesso.

Desenvolvimento

Usando a folha de dados do aluno sobre Diversidade Animal, apresente o documento Onde os Animais Podem Viver? livro online para a classe. Faça uma pausa enquanto cada gráfico é exibido e faça aos alunos as perguntas mostradas com as imagens, uma de cada vez. Incentive perguntas e discussões independentes.

Estimule os alunos a pensar sobre os animais que estão observando e por que vivem em certos lugares, fazendo perguntas como:

  • Onde esse [animal] mora?
  • Você acha que ele poderia viver em [algum lugar diferente]? Por que ou por que não?
  • Você acha que [outra coisa] também poderia viver neste ambiente [animal]? Por que ou por que não?

À medida que a aula avança no livro online, as respostas dos alunos variam. Incentive-os a se concentrarem nas verdadeiras semelhanças dos animais em relação aos seus ambientes. Veja a seção Onde podem viver os animais? folha do professor para exemplos de respostas dos alunos.

Avaliação

Faça uma série de perguntas para juntar as observações dos alunos durante a aula.

  • Quais são algumas das maneiras em que todos esses animais são semelhantes?
  • Como eles são diferentes?
  • Quais são alguns recursos que ajudam os animais a viver em ambientes frios? Em ambientes quentes? Nas florestas ou na água?

Para ilustrar os principais conceitos da lição, leia o livro intitulado As Aventuras de Marco e Pólo por Dieter Wiesmuller. Esta história explora a vida de um macaco (Marco) e um pinguim (Polo) que se tornam amigos. Eles visitam a casa um do outro e decidem que gostariam de morar juntos. No entanto, quando tentam fazer isso, percebem que cada um tem suas próprias necessidades e precisam viver em seus próprios ambientes.

Use esta história (ou outra parecida) para ilustrar as idéias no benchmark relacionado para esta lição: "As histórias às vezes dão a plantas e animais atributos que eles realmente não têm."

Extensões

Use a Galeria de Animais do Smithsonian National Zoological Park para estender o aprendizado dos alunos sobre os atributos, semelhanças, diferenças e ambientes dos animais. Escolha a opção Exibir apresentação de slides e folheie as fotos. Como há mais de 30 fotos na apresentação de slides, você pode limitar o número de fotos visualizadas, dependendo dos recursos da classe. Faça perguntas sobre cada animal e incentive os alunos a oferecer suas próprias perguntas e observações.

Incentive os alunos a escolher um animal favorito desta lição e, em seguida, realizar pesquisas adicionais sobre ele, usando os sites listados acima, bem como livros, vídeos e web-cams. A seção de fatos sobre a vida selvagem do site da National Parks Conservation Association pode ser usada por alunos mais velhos para reunir informações sobre mais de 25 animais selvagens. Os alunos podem relatar sobre seus animais para a classe.

Recursos Relacionados

CBSE Class 9 Science Notes Capítulo 7 Diversidade em organismos vivos

Fatos que importam

Diversidade: Esta terra está cheia de organismos de várias formas e tamanhos. O maior Filo do reino animal sozinho contém mais de um milhão de espécies. Existem variedades de plantas, desde pequenas gramíneas a altos eucaliptos. Essa variedade de seres vivos é chamada de diversidade.

Biodiversidade: A variedade de animais e plantas que vivem em uma determinada área geográfica é chamada de biodiversidade dessa área geográfica.
Necessidade de um sistema de classificação: Por causa da enorme diversidade de seres vivos, torna-se uma tarefa muito difícil estudar cada um deles um por um. Para tornar seu estudo mais fácil, animais e plantas foram categorizados em grupos e subgrupos. Assim, o sistema de classificação começou.

Classificação de Aristóteles: Aristóteles classificou os animais de acordo com seu ambiente de vida. Então, ele os categorizou como aquáticos ou terrestres.

Desvantagens da classificação de Aristóteles: Tanto no mar como na terra podemos encontrar animais e plantas. Além disso, existem animais muito pequenos, como o cavalo-marinho, junto com animais de grande porte, como a baleia. Portanto, esta não era uma boa base de classificação.

Base de Classificação
(a) Presença ou Ausência de Núcleo nas Células
Procariotos: os organismos que possuem células sem núcleo bem definido são chamados procariotos.
Eucariotos: Os organismos que possuem células com núcleos bem definidos são chamados de eucariotos. A presença de núcleos e organelas ligadas à membrana confere melhor eficiência às células.

(b) Número de células em um organismo
Unicelular: os organismos com uma única célula são denominados organismos unicelulares. Neles, a única célula é responsável por realizar todas as funções necessárias para manter a vida.
Multicelular: os organismos com mais de uma célula são chamados de organismos multicelulares. Devido ao maior número de células, pode haver alguma divisão de trabalho para obter mais eficiência.

(c) Modo de Nutrição
Autótrofos: organismos que produzem seus próprios alimentos são chamados de autótrofos. Todas as plantas verdes são autótrofas. Possuem um pigmento (clorofila) nas partes verdes que facilita a fotossíntese.
Heterótrofos: organismos dependentes de plantas ou animais são chamados de heterótrofos. Eles não têm clorofilas. Todos os animais, fungos e certas bactérias e protozoários pertencem a este grupo.

(d) Nível de organização no corpo
Em organismos multicelulares que são pequenos, como a hidra, grupos específicos de células são atribuídos a uma função específica. Mas, em organismos maiores, os tecidos se agrupam para formar um órgão, que por sua vez compõe o sistema orgânico. Por exemplo, em seres humanos, existem sistemas separados para realizar tarefas específicas.

Mesmo em plantas maiores, existe um sistema radicular separado para a condução de água e minerais, folha para fotossíntese e flores para reprodução. Com base nesses caracteres, os organismos podem ser classificados em vários subgrupos.

Relação Evolutiva ou Relação Filogenética
Charles Darwin escreveu um livro "Origem das Espécies" em 1859 e apresentou suas teorias da evolução. De acordo com suas teorias, todos os organismos evoluíram de organismos unicelulares. Os designs primitivos do corpo surgiram no início da história evolutiva, levando a designs mais complexos. Isso deu origem a uma grande diversidade de formas de vida. Devido à ancestralidade comum, todos os organismos estão relacionados. A relação evolutiva mais próxima entre dois organismos é também uma das bases da classificação dos organismos.

A Hierarquia de Classificação - Grupos
Biólogos, como Ernst Haeckel (1894), Robert Whittaker (1959) e Carl Woese (1977), tentaram classificar todos os organismos vivos em categorias amplas, chamadas reinos.

  • Classificação dos Cinco Reinos de Whittaker:
    • Monera
    • Protista
    • Fungi
    • Plantae
    • Animalia.
    • Filo (para animais) / Divisão (para plantas)
    • Classe
    • Pedido
    • Família
    • Gênero
    • Espécies

    Assim, separando os organismos com base em uma hierarquia de características em grupos cada vez menores, chegamos à unidade básica de classificação, que é uma "espécie". Em termos gerais, uma espécie inclui todos os organismos semelhantes o suficiente para se reproduzir e se perpetuar.

    • Monera
      • Esses organismos não têm núcleo ou organelas definidos e são unicelulares.
      • Paredes celulares presentes em alguns organismos deste grupo.
      • Nutrição: autotrófica ou heterotrófica
      • Exemplos: bactérias e algas verde-azuladas
      • Organismos eucarióticos unicelulares.
      • Locomoção: Por cílios semelhantes a Jair ou flagelos semelhantes a chicotes para se movimentar em alguns membros.
      • Nutrição: Autotrófica ou heterotrófica.
      • Exemplos: algas, protozoários
      • Organismos eucarióticos heterotróficos.
      • Nutrição: saprofíticos, eles usam materiais orgânicos em decomposição como alimento.
      • Eucariotos multicelulares com paredes celulares.
      • Nutrição: Autótrofos usam clorofila para fotossíntese.
      • Eucariotos multicelulares sem paredes celulares.
      • Nutrition Heterotrophs.

      Classificação do Reino Plantae

      Talófita ou Alga: As plantas que não possuem um design corporal bem diferenciado se enquadram neste grupo. As plantas deste grupo são comumente chamadas de algas. Essas plantas são predominantemente aquáticas. Os exemplos são Spirogyra, Ulothrix, Cladophora e Chora.

      Bryophyta: Esses são chamados de anfíbios do reino vegetal. O corpo da planta é comumente diferenciado para formar estruturas semelhantes a caules e folhas. No entanto, não existe tecido especializado para a condução de água e outras substâncias de uma parte do corpo da planta para outra. Exemplos são musgo (Funaria) e Marchantia.

      Pteridófitas: O corpo da planta é diferenciado em raízes, caule e folhas e possui tecido especializado para a condução de água e outras substâncias de uma parte do corpo da planta para outra. Alguns exemplos são MarsUea, samambaias e rabos de cavalo.

      Gimnospermas: As plantas desse grupo geram sementes nuas e geralmente são perenes, perenes e lenhosas. Exemplos são pinheiros e desodar.

      Angiospermas: Esta palavra é formada por duas palavras gregas: angio significa coberto e esperma - significa semente. As sementes se desenvolvem dentro de um órgão que é modificado para se tornar uma fruta. Estas também são chamadas de plantas com flores. Embriões de plantas em sementes têm estruturas chamadas cotilédones.

      Cotilédones: Os cotilédones são chamados de "folhas da semente" porque, em muitos casos, surgem e tornam-se verdes quando a semente germina.
      As angiospermas são divididas em dois grupos com base no número de cotilédones presentes na semente.

      • Monocotiledônea: As sementes têm um único cotilédone.
      • Dicotiledônea: As sementes têm dois cotilédones.

      Classificação de Kingdom Animalia: Kingdom Animalia é ainda classificado em vários filos a seguir. Cada filo tem suas próprias classes, ordens de subclasses, famílias, etc.

      1. Porifera
        • Estes são animais não móveis presos a algum suporte sólido que compreende espículas de carbonato de cálcio, sílica.
        • Existem orifícios ou "poros" em todo o corpo. Isso leva a um sistema de canais que ajuda na circulação da água por todo o corpo para trazer alimentos e oxigênio.
        • Os animais são cobertos por uma camada externa dura ou esqueleto composto por espículas de carbonato de cálcio e sílica.
        • Eles têm diferenciação e divisão mínimas em tecidos.
        • Exemplos: esponjas
      2. Coelenterata
        • Animais aquaticos.
        • Existe uma cavidade no corpo, daí o nome Celenterado (celoma significa cavidade).
        • O corpo é feito de duas camadas de células.
        • Exemplos: Hydra, Medusa
      3. Platelmintos
        • O corpo é bilateralmente simétrico, o que significa que as metades esquerda e direita do corpo têm o mesmo desenho.
        • Existem três camadas de células a partir das quais os tecidos diferenciados podem ser feitos, razão pela qual esses animais são chamados de triploblásticos.
        • Não existe uma verdadeira cavidade corporal interna ou celoma, em que bem desenvolvida
          órgãos podem ser acomodados.
        • O corpo é achatado dorsiventralmente, ou seja, de cima para baixo, razão pela qual esses animais são chamados de platelmintos.
        • Eles têm vida livre ou são parasitas.
        • Exemplos: Planaria, verme do fígado
      4. Nematoda
        • O corpo é bilateralmente simétrico e triploblástico.
        • O corpo é cilíndrico em vez de achatado.
        • Uma cavidade corporal falsa ou um pseudoceloma está presente.
        • Estes são muito conhecidos como vermes parasitas causadores de doenças, como os vermes que causam elefantíase (vermes filariais) ou os vermes nos intestinos (lombrigas ou oxiúros).
        • Exemplos: Ascaris, Wucheraria
      5. Annelida
        • Estes são bilateralmente simétricos e triploblásticos.
        • Verdadeira cavidade corporal presente.
        • O corpo é dividido em muitos segmentos semelhantes a anéis, daí o nome annelida.
        • Exemplos: minhocas, sanguessugas
      6. Arthropoda
        • O maior grupo de animais.
        • Estes são bilateralmente simétricos e segmentados.
        • Existe um sistema circulatório aberto e, portanto, o sangue não flui em vasos sanguíneos bem definidos.
        • Eles têm pernas articuladas (a palavra 'artrópode' significa pernas articuladas ').
        • Exemplos: formigas, barata, gafanhoto, escorpião
      7. Molusca
        • Estes são bilateralmente simétricos.
        • Cavidade celômica reduzida.
        • O corpo mole é coberto por uma casca dura feita de carbonato de cálcio.
        • Exemplos: caracóis, mexilhões.
      8. Echinodermata
        • Em grego, echino significa ouriço e derma significa pele. Portanto, esses são organismos de pele espinhosa.
        • Animais marinhos de vida exclusivamente livre.
        • Animais triploblásticos com celoma.
        • Eles têm um sistema peculiar de tubos movidos a água que usam para se locomover.
        • Esqueleto de carbonato de cálcio.
        • Exemplos: estrela do mar e ouriços do mar
      9. Protochordata
        • Esses animais são bilateralmente simétricos, triploblásticos e possuem um celoma.
        • Além disso, eles mostram uma nova característica do design do corpo, ou seja, um notocórdio, pelo menos em alguns estágios de suas vidas.
        • A notocorda é uma longa estrutura de suporte em forma de bastão (corda * corda) que corre ao longo das costas do animal, separando o tecido nervoso do intestino. Ele fornece um local para os músculos se fixarem para facilitar os movimentos.
        • Exemplos: Balanoglossus, Herdemarda e Amphioxus.
      10. Vertebrata
        Esses animais têm uma coluna vertebral e um esqueleto interno verdadeiros, permitindo uma distribuição completamente diferente dos pontos de fixação muscular a serem usados ​​para o movimento. Os vertebrados são bilateralmente simétricos, triploblásticos, celômicos e segmentados, com diferenciação complexa de tecidos e órgãos do corpo. Todos os cordados possuem os seguintes recursos:

      • Notocord
      • Cordão nervoso dorsal
      • Triploblástico
      • Bolsas de guelras emparelhadas
      • Celomados

      Os vertebrados são agrupados em cinco classes:

      1. Peixes
        • O corpo é aerodinâmico e possui nadadeiras e cauda para natação.
        • A pele está coberta de escamas.
        • O esqueleto pode ser feito de osso ou cartilagem.
        • A ingestão de oxigênio é por brânquias.
        • Animais de sangue frio.
        • O coração de duas câmaras está presente.
        • Exemplos: peixes como rohu, atum, tubarão
      2. Anfibia
        • Eles estão adaptados para viver tanto na terra quanto na água.
        • A respiração é feita pelas guelras ou pelos pulmões.
        • O coração de três câmaras está presente.
        • Exemplos: sapos, sapos, salamandra
      3. Reptilia
        • Estes são animais rastejantes.
        • A pele é áspera e modificada para suportar temperaturas extremas.
        • O coração tem três câmaras na maioria, enquanto quatro câmaras nos crocodilos.
        • Animais de sangue frio.
        • Exemplos: lagartos, tartarugas, cobras
      4. Aves
        • O corpo é coberto de penas e os membros anteriores são modificados para voar.
        • Respirando pelos pulmões.
        • Aquece animais de sangue.
        • O coração de quatro câmaras está presente.
        • Exemplos: pardal, águia, corvo, papagaio
      5. Mamíferos
        • Estão presentes as glândulas mamárias que produzem leite para criar os filhos.
        • A pele é coberta de pelos e possui glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas.
        • Animais de sangue quente com coração de quatro câmaras.
        • A maioria dos animais são vivíparos (dando à luz filhotes vivos), alguns são ovíparos (produzindo ovos).
        • Exemplos: homem, cavalo, canguru, leão

      Convenções para escrever os nomes científicos:

      1. O nome do gênero começa com letra maiúscula.
      2. O nome da espécie começa com uma letra minúscula.
      3. Quando impresso, o nome científico é dado em itálico.
      4. Quando escrito à mão, o nome do gênero e o nome da espécie devem ser sublinhados separadamente.

      Notas NCERT para Ciência da Classe 9

      • Capítulo 1 Matéria em nosso entorno, Notas de Classe 9
      • O Capítulo 2 é importante para nós, notas puras de classe 9
      • Capítulo 3 - Notas de Classe 9 de Átomos e Moléculas
      • Capítulo 4 Estrutura das notas da classe Atom 9
      • Capítulo 5 A Unidade Fundamental de Notas de Classe 9
      • Capítulo 6 Notas de Classe 9 de Tecidos
      • Capítulo 7 Diversidade em Organismos Vivos, Notas da Classe 9
      • Capítulo 8 Notas de Motion Class 9
      • Capítulo 9 Força e Leis do Movimento, Classe 9, Notas
      • Capítulo 10 Notas de Gravitação Classe 9
      • Capítulo 11 Trabalho, Potência e Notas de Classe de Energia 9
      • Capítulo 12 Notas de classe de som 9
      • Capítulo 13 Por que ficamos doentes, notas de classe 9
      • Capítulo 14 Recursos Naturais, Classe 9, Notas
      • Capítulo 15 - Melhoria nos Recursos Alimentares, Notas da Classe 9

      Esperamos que o download gratuito do PDF do CBSE Class 9 Science Notes, Capítulo 7 Diversidade em Organismos Vivos, possa ajudá-lo. Se você tiver qualquer dúvida em relação às notas científicas da Classe 9 do NCERT, Capítulo 7 Diversidade em organismos vivos, deixe um comentário abaixo e entraremos em contato com você o mais breve possível.


      O que são animais?

      Todos concordamos que um gato é um animal, mas o que é que o torna um animal? Por que uma esponja é um animal? Por que esponjas e gatos são colocados no mesmo reino? Você pode pensar que alguns corais se parecem mais com plantas, e que as esponjas não se parecem com muito de nada, pelo menos, não se parecem com nada vivo.


      Figura. 2 (clique na imagem para ampliar)

      Existem algumas características básicas que são encontradas em todos os membros do reino Animalia. Em geral, os animais são todos móveis, heterotróficos e multicelulares.

      Motilidade refere-se à capacidade de se mover e / ou afetar o movimento nas proximidades. Por exemplo, as esponjas adultas não se movem de um lugar para outro, mas podem manipular suas células para trazer comida para si mesmas. Além disso, embora alguns animais sejam sésseis quando adultos, todos os animais exibem movimento de um lugar para outro em algum momento de seu desenvolvimento. Por exemplo, esponjas e corais são móveis como larvas (os primeiros estágios do desenvolvimento embrionário) e sésseis quando adultos. Uma miríade de adaptações para a motilidade é observada em animais, e algumas delas serão abordadas neste tutorial. A imagem à direita mostra o desenvolvimento de uma esponja.


      Figura. 3 (clique na imagem para ampliar)

      Os animais são heterótrofos ingestivos (eles ingerem nutrientes). Ao contrário das plantas, que armazenam seus alimentos como amido, os animais armazenam seus alimentos como glicogênio.

      Os animais possuem tecido muscular e tecido nervoso. Esses tecidos podem variar de indistintos (como observado em esponjas) a altamente complexos (como observado em vertebrados). A coordenação entre o tecido muscular e o tecido nervoso pode resultar em movimentos muito especializados (por exemplo, obtenção de alimentos, busca de parceiros, evitação de predadores).


      Figura. (Clique na imagem para ampliar)


      21.E: Diverstidade de Animais (Exercícios) - Biologia

      O escopo da biologia é amplo e, portanto, contém muitos ramos e subdisciplinas. Os biólogos podem seguir uma dessas subdisciplinas e trabalhar em um campo mais focado. Por exemplo, a biologia molecular e a bioquímica estudam processos biológicos em nível molecular e químico, incluindo interações entre moléculas como DNA, RNA e proteínas, bem como a maneira como são reguladas. Microbiologia, o estudo dos microrganismos, é o estudo da estrutura e função dos organismos unicelulares. É um ramo bastante amplo e, dependendo do objeto de estudo, também existem fisiologistas microbianos, ecologistas e geneticistas, entre outros.

      Ciência forense

      Figura 1. Este cientista forense trabalha em uma sala de extração de DNA no Laboratório de Investigação Criminal do Exército dos EUA em Fort Gillem, GA. (crédito: Relações Públicas do Comando CID do Exército dos Estados Unidos)

      A ciência forense é a aplicação da ciência para responder a questões relacionadas com a lei. Tanto biólogos quanto químicos e bioquímicos podem ser cientistas forenses. Cientistas forenses fornecem evidências científicas para uso em tribunais, e seu trabalho envolve o exame de vestígios de materiais associados a crimes. O interesse pela ciência forense aumentou nos últimos anos, possivelmente por causa de programas de televisão populares que apresentam cientistas forenses trabalhando. Além disso, o desenvolvimento de técnicas moleculares e o estabelecimento de bancos de dados de DNA expandiram os tipos de trabalho que os cientistas forenses podem fazer.

      Suas atividades profissionais estão principalmente relacionadas a crimes contra pessoas, como assassinato, estupro e agressão. Seu trabalho envolve a análise de amostras como cabelo, sangue e outros fluidos corporais e também o processamento de DNA (Figura 1) encontrado em muitos ambientes e materiais diferentes.

      Os cientistas forenses também analisam outras evidências biológicas deixadas nas cenas do crime, como larvas de insetos ou grãos de pólen. Os alunos que desejam seguir carreira em ciências forenses provavelmente terão que fazer cursos de química e biologia, bem como alguns cursos intensivos de matemática.

      Outra área do estudo biológico, a neurobiologia, estuda a biologia do sistema nervoso e, embora seja considerada um ramo da biologia, também é reconhecida como um campo de estudo interdisciplinar conhecido como neurociência. Devido à sua natureza interdisciplinar, esta subdisciplina estuda diferentes funções do sistema nervoso usando abordagens moleculares, celulares, de desenvolvimento, médicas e computacionais.

      Figura 2. Pesquisadores trabalham na escavação de fósseis de dinossauros em um local em Castellón, Espanha. (crédito: Mario Modesto)

      A paleontologia, outro ramo da biologia, usa fósseis para estudar a história da vida & # 8217s (Figura 2). Zoologia e botânica são o estudo de animais e plantas, respectivamente. Os biólogos também podem se especializar como biotecnologistas, ecologistas ou fisiologistas, para citar apenas algumas áreas. Esta é apenas uma pequena amostra dos muitos campos que os biólogos podem exercer.

      A biologia é o culminar das realizações das ciências naturais desde o seu início até hoje. De forma empolgante, é o berço das ciências emergentes, como a biologia da atividade cerebral, a engenharia genética de organismos personalizados e a biologia da evolução que usa as ferramentas de laboratório da biologia molecular para reconstituir os primeiros estágios da vida na Terra. Uma varredura das manchetes - seja reportando sobre imunizações, uma espécie recém-descoberta, doping esportivo ou um alimento geneticamente modificado - demonstra como a biologia é ativa e importante para o nosso mundo cotidiano.


      Soluções NCERT Biologia Classe 12:Soluções CBSE NCERT para Biologia da Classe 12 Download do PDF

      Trabalhar no curso CBSE Class 12 Solutions for Biology ajudará os alunos a compreender melhor os vários conceitos e tópicos. As Soluções de Biologia da Classe 12 (Soluções de Biologia NCERT da Classe 12) fornecidas aqui foram selecionadas por especialistas acadêmicos experientes da Embibe. Cada solução é apresentada passo a passo e de forma simples e de fácil compreensão. Os alunos devem passar por CBSE NCERT Solutions for Class 12 Biology. Aqui, listamos os links diretos para as soluções NCERT de biologia por capítulo CBSE Classe 12:

      • Capítulo 1 & # 8211 Reprodução em Organismos
      • Capítulo 2 & # 8211 Reprodução Sexual em Plantas com Flores
      • Capítulo 3 e # 8211 Reprodução Humana
      • Capítulo 4 & # 8211 Saúde Reprodutiva
      • Capítulo 5 & # 8211 Princípios de herança e variação
      • Capítulo 6 e # 8211 Base molecular de herança
      • Capítulo 7 e # 8211 Evolução
      • Capítulo 8 e # 8211 Saúde e Doenças Humanas
      • Capítulo 9 e # 8211 Estratégias para Melhoria na Produção de Alimentos
      • Capítulo 10 e # 8211 Micróbios no Bem-Estar Humano
      • Capítulo 11 & # 8211 Biotecnologia: Princípios e Processos
      • Capítulo 12 & # 8211 Biotecnologia e suas aplicações
      • Capítulo 13 e # 8211 Organismos e populações
      • Capítulo 14 e # 8211 Ecossistema
      • Capítulo 15 & # 8211 Biodiversidade e Conservação
      • Capítulo 16 e # 8211 Questões Ambientais

      Soluções CBSE NCERT para Biologia Classe 12 por Embibe: Vantagens

      As vantagens de se referir a CBSE NCERT Solutions para Class 12 Biology (NCERT Solutions Class 12 Biology) nesta página estão listadas abaixo:

      1. Todas as soluções NCERT de classe 12 de biologia são resolvidas em uma linguagem simples para que todos possam entendê-las.
      2. As soluções fornecidas aqui são resolvidas por especialistas no assunto da Embibe.
      3. Cada questão está sendo resolvida com base nas diretrizes CBSE NCERT para que os alunos possam consultar essas soluções para a preparação para o exame do conselho.
      4. Cada pergunta vem com uma solução detalhada e passo a passo para ajudar os alunos a entender melhor os conceitos.
      5. As soluções não só ajudarão os alunos na preparação para o exame do conselho, mas também ajudarão a passar em exames competitivos como o NEET.

      Sobre CBSE NCERT Solutions For Class 12 Biology: Chapter Description

      Vejamos agora os capítulos da Classe 12 de Biologia e com o que eles lidam:

      Capítulo 1 & # 8211 Reprodução em Organismos

      A reprodução é um processo essencial sem o qual as espécies não podem existir por muito tempo. Para produzir uma progênie, cada organismo terá que se reproduzir sexualmente ou assexuadamente. O primeiro capítulo em CBSE NCERT Classe 12 Biologia trata disso. Os alunos compreenderão a diferença entre os meios de reprodução assexuada e sexual.

      Reprodução em Organismos é um vasto capítulo que trata de vários tipos de reprodução. Os alunos serão capazes de diferenciar entre métodos sexuais e assexuados, zoósporo e zigoto, e mais termos. A melhor maneira de obter uma boa pontuação neste capítulo é compreender completamente cada um dos conceitos.

      Capítulo 2 e # 8211 Reprodução em plantas com flores

      Todos nós amamos flores, pois são objetos de valor estético, ornamental, social, religioso e cultural. Também sempre foram usados ​​como símbolos para transmitir sentimentos humanos importantes como amor, carinho, felicidade, tristeza, luto, etc. Mas você sabia que as flores são a sede da reprodução sexual nas plantas (angiospermas)? Ou que as miríades de flores, os aromas e as cores ricas são apenas uma ajuda para a reprodução sexual?

      Este capítulo o levará através das partes internas de uma flor e como cada parte desempenha um papel vital na reprodução sexual. O CBSE Class 12 Biology também lhe dará uma visão sobre a diversidade de estruturas das inflorescências que garantem a formação dos produtos finais da reprodução sexual em plantas, como frutas e sementes.

      Capítulo 3 e # 8211 Reprodução Humana

      Após os dois primeiros capítulos importantes sobre reprodução, você agora será capaz de examinar os sistemas reprodutivos humanos de machos e fêmeas. Este capítulo ajudará você a compreender as mudanças que ocorrem nos seres humanos após a puberdade e a cessação da formação de óvulos em mulheres por volta dos cinquenta anos.

      Além disso, este capítulo lhe dará uma visão mais detalhada das partes reprodutivas internas do macho e da fêmea, juntamente com as notáveis ​​diferenças entre elas. Ter um bom conhecimento deste capítulo o ajudará a obter uma boa pontuação no exame da Classe 12. Além disso, o capítulo é importante para NEET.

      Aula 12 Biologia Syllabus 2021-22Download do PDF do Livro de Biologia da Aula 12

      Capítulo 4 & # 8211 Saúde Reprodutiva

      Este capítulo trata dos aspectos emocionais e sociais da reprodução, juntamente com a reprodução saudável em si. Basicamente, saúde reprodutiva se refere ao bem-estar total em todos os aspectos da reprodução, como físico, emocional, comportamental e social.

      Por meio deste capítulo, você aprenderá que a Índia foi um dos primeiros países do mundo a iniciar programas de ação em nível nacional para atingir a saúde reprodutiva total como uma meta social. Aconselhar e conscientizar sobre a adolescência e as mudanças associadas, práticas sexuais seguras e higiênicas, doenças sexualmente transmissíveis, etc., são algumas das práticas em saúde reprodutiva.

      Através do NCERT Solutions for Class 12 Biology Chapter Saúde reprodutiva, você obterá uma compreensão mais profunda dos aspectos gerais da reprodução.

      Capítulo 5 e # 8211 Princípios de herança e variação

      Este capítulo lhe dará um conhecimento mais profundo do termo & # 8220Gene & # 8221 e responderá a várias perguntas relacionadas a um ramo da biologia conhecido como Genética. Este capítulo trata principalmente do processo de herança e do papel dos genes na diferenciação da prole de espécies particulares.

      Além disso, você também aprenderá as definições dos dois termos mais importantes neste capítulo, ou seja, herança como a base da hereditariedade e variação como o grau em que a progênie difere de seus pais. Você também encontrará algumas leis cruciais de herança, como a Lei do Domínio, a Lei de Mendel & # 8217s, etc. Este é um dos capítulos interessantes da Aula 12 de Biologia.

      Capítulo 6 e # 8211 Base molecular de herança

      Este capítulo apresentará o ácido desoxirribonucléico (DNA) e o ácido ribonucléico (RNA), os dois tipos de ácidos nucléicos encontrados em sistemas vivos.

      Na aula 11, você deve ter aprendido as estruturas dos nucleotídeos. O DNA é um longo polímero de desoxirribonucleotídeos. O comprimento do DNA é geralmente definido como o número de nucleotídeos presentes nele.

      Este capítulo o ajudará a identificar as diferenças entre o RNA e o DNA, juntamente com sua estrutura detalhada. Para uma melhor compreensão dos conceitos relacionados ao DNA e RNA, certifique-se de que seus fundamentos da Classe 9 sejam sólidos, para que você siga o fluxo deste capítulo sobre as Bases Moleculares da Herança.

      Capítulo 7 e # 8211 Evolução

      Este pode ser um dos capítulos mais interessantes da Aula 12 de Biologia, se você quiser encontrar as respostas para a origem da vida. A origem da vida é considerada um evento único na história do universo.

      Na verdade, o universo é muito antigo - quase 20 bilhões de anos. E cerca de 2.000 milhões de anos atrás, as primeiras formas celulares de vida apareceram na Terra. Existem muitas teorias e mitologias interessantes sobre como a vida se originou na Terra. Verifique-os e encontre respostas usando nossas Soluções NCERT para Biologia da Classe 12.

      Capítulo 8 e # 8211 Saúde e Doenças Humanas

      Você sabia que a saúde não constitui apenas o estado do corpo, mas também da mente? Saúde, em geral, é um estado de completo bem-estar físico, mental e social.

      This chapter will shed light on areas of genetic disorders, infections, the lifestyle of human beings, etc. Every day we are exposed to a large number of infectious agents.

      However, only a few of these exposures result in disease due to the lack of immunity. Here, you will learn the concepts of immunity, allergies in detail. You will also learn some cool public health measures that can safeguard you against infectious diseases.

      Chapter 9 – Strategies for Enhancement in Food Production

      With an ever-increasing population, the enhancement of food production is a major necessity. This chapter deals with the concepts related to food production organically. You will also come across sub-chapters such as animal husbandry, plant breeding, single-celled proteins, and tissue culture. Under animal husbandry, you will learn about fisheries, beekeeping, etc. You will also learn about apiculture and its importance in food production.

      Chapter 10 – Microbes in Human Welfare

      Microbes are organisms like bacteria and fungi that can be grown on nutritive media to form colonies and cannot be seen with the naked eyes. In this chapter, you will come across some amazing facts, such as how microbes help in curd production from milk. Even many of the beverages are produced by a process called fermentation. While discussing the good side of microbe utilization, this chapter will also take you through how it contributes to pollution.

      Chapter 11 – Biotechnology: Principles and Processes

      In this chapter, learners will get to know how Biotechnology deals with the large scale production and marketing of products and processes using live organisms, cells, or enzymes. Also, students will know about the recombinant proteins that are used in medical practice.

      Chapter 12 – Biotechnology and its Applications

      This chapter will teach students about how Biotechnology has given various useful products by using plant, microbes, animals, and their metabolic machinery.

      Biotechnology has also given rise to Genetically Modified Organisms that have been created by using methods other than natural methods so as to transfer one or more genes from one organism to another, using techniques such as recombinant DNA technology. Students will also get to know that transgenic animals are also used to understand how genes contribute to the development of a disease.

      Chapter 13 – Organism and Population

      Ecology is the study of the interactions between the organism and its abiotic environment. It mainly deals with four levels of the biological organization namely, Organism, Populations, Communities, and Biomes. The environment in which we all are living is composed of both abiotic and biotic components.

      Water, light, temperature, and soil, are the key components of the environment. Biotic components comprise all the living organisms within an ecosystem which includes plants, animals, birds, insects, bacteria, fungi, and more. Abiotic components comprise all the non-living things in an ecosystem and it includes sunlight, temperature atmospheric gases, water, and soil.

      Chapter 14 – Ecosystem

      The ecosystem is a biological community of all living things which includes plants, animals, birds, and other living organisms interacting with each other and with their nonliving components in a particular region. The non-living components include atmosphere, earth, climate, sun, soil, and the weather. Overall, the ecosystem is the network of interactions between and among organisms, and their environment. Ecosystems consist of creatures that mutually benefit from each other. Students will learn about the Ecosystem in detail in Chapter 14.

      Chapter 15 – Biodiversity and Its Conservation

      When a single species shows high diversity at the genetic level, it is called genetic diversity. When diversity is at the species level, it is called species diversity. Ecosystem-level diversity is called ecological diversity. Global diversity is divided into plants, vertebrates, and invertebrates.

      In this chapter, students will learn about what is Biodiversity, patterns of biodiversity, causes of loss of biodiversity, biodiversity conservation.

      Chapter 16 – Environmental Issues

      Major issues relating to environmental pollution and depletion of valuable natural resources vary in dimension from local, regional to global levels. Air pollution is caused by the burning of fossil fuel, e.g., coal and petroleum, in industries and in automobiles. They are harmful to humans, animals, and plants, and therefore, must be removed to keep our air clean.

      There are two major types of environmental issues – the increasing greenhouse effect which is warming the earth and the depletion of ozone in the stratosphere.

      In this chapter, students will learn about air pollution and its control, water pollution and its control, solid wastes, agrochemicals, and their effects, radioactive wastes, greenhouse effect and global warming, ozone depletion in the stratosphere, degradation by improper resource utilisation and maintenance, deforestation.

      NCERT Solutions For Class 12 Biology Free PDF Download

      We have also provided the CBSE Class 12 NCERT Solutions for Biology PDF which can be downloaded for free. Practicing Class 12 Biology Solutions will help students preparing for exams like NEET, Maharashtra CETM, etc. as well. You can also click on the links provided below and download the NCERT solution PDF directly:

      • Chapter 1 – Reproduction in Organisms
      • Chapter 2 – Sexual Reproduction in Flowering Plants
      • Chapter 3 – Human Reproduction
      • Chapter 4 – Reproductive Health
      • Chapter 5 – Principles of Inheritance and Variation
      • Chapter 6 – Molecular Basis of Inheritance
      • Chapter 7 – Evolution
      • Chapter 8 – Human Health and Disease
      • Chapter 9 – Strategies for Enhancement in Food Production
      • Chapter 10 – Microbes in Human Welfare
      • Chapter 11 – Biotechnology: Principles and Processes
      • Chapter 12 – Biotechnology and its Applications
      • Chapter 13 – Organisms and Populations
      • Chapter 14 – Ecosystem
      • Chapter 15 – Biodiversity and Conservation
      • Chapter 16 – Environmental Issues

      These resources will be extremely useful in your CBSE Class 12 preparation as well as for your NEET preparation. Make the best use of these resources and secure a very high score in your Class 12 board exams and other exams.

      FAQs Regarding CBSE NCERT Solutions For Class 12 Biology

      Here are some of the frequently asked questions and their answers:

      Q. Where can I get all the solutions for Biology Class 12 NCERT intext questions?
      UMA. At Embibe, we have provided solutions to all the questions for Class 12 Biology. Students can easily refer to these solutions to score good marks in their board exams.

      Q. Is the NCERT sufficient for Biology in the NEET Exam?
      UMA. Students who rely on NCERT Solutions for their NEET Preparation can score at least 75%+ in their NEET exams.

      Q. Where can I get Class 12 Biology NCERT exercise answers?
      UMA. Click Here to get Class 12 Biotechnology NCERT Exercise questions and answers.

      Q. Where can I get Class 12 Biology NCERT Chapter 2 Solutions?
      UMA. Click Here to get CBSE NCERT Solutions for Class 12 Biology Chapter 2.

      Q. For how many chapters NCERT Biology Class 12 Solutions available?
      UMA. For all 16 chapters, NCERT Solutions for Class 12 Biology is available for free on Embibe.

      Check out CBSE Class 12 solutions for other subjects from here:

      Maths NCERT SolutionsCBSE Class 12 Physics SolutionsCBSE Class 12 Mathematics SolutionsCBSE Class 12 Chemistry Solutions

      At Embibe, you can also solve CBSE Class 12 Biology Questions and take CBSE Class 12 Biology Mock Tests for free. Make the best use of these resources and take your preparation to the next level.

      We hope this article has been helpful to you. If you have any queries/doubts, leave them in the comment section below and we will get back to you at the earliest.


      Seja notificado quando tivermos novidades, cursos ou eventos de seu interesse.

      Ao inserir seu e-mail, você concorda em receber comunicações da Penn State Extension. Veja nossa Política de Privacidade.

      Obrigado pela sua submissão!

      Understanding Adolescence 2: Searching for Themselves

      Artigos

      A Guide to Exploring African American Culture

      Guides and Publications

      Upholstering a Chair

      Guides and Publications

      Connecting Children with Nature

      Vídeos

      Parental Monitoring Helps Youth Succeed

      Artigos

      Effect Of Climate Change On Animal Diversity

      Two species of giraffe, several rhinos and five elephant relatives, along with multitudes of rodents, bush pigs, horses, antelope and apes, once inhabited what is now northern Pakistan.

      But when climate shifted dramatically there some 8 million years ago, precipitating a major change in vegetation, most species became locally extinct rather than adapting to the new ecosystem, according to an extensive, long-term study of mammal fossils spanning a 5-million-year period.

      Results of the study, by University of Michigan paleoecologist Catherine Badgley and coworkers, are scheduled to be published online in the Proceedings of the National Academy of Sciences the week of Aug. 18.

      The work has value not only in reconstructing Earth's past, but also for understanding what may lie ahead if current climate trends continue, Badgley said. "Climate is going to produce changes in ecological structure of all sorts of plants and animals around the world, now as in the past. The fossil record can help us understand how much---or how little---climate change is necessary to produce changes in ecosystems."

      Badgley is part of an interdisciplinary team of geologists and paleontologists that has been studying the fossil-rich Siwalik sedimentary rocks in northern Pakistan for more than 30 years. The Siwalik Group of sediments contains one of the world's most complete and best-studied fossil records of mammals, chronicling in a two-mile-thick deposit of rock the mammals that roamed the area from 18 to 1 million years ago. About 8 million years ago, the local climate became drier, and the prevailing vegetation changed from tropical forests and woodland to a savannah similar to that found in parts of Africa today.

      What happened next can be reconstructed from the chemistry and wear of the teeth of the plant-eating mammals, as well as the longevity of each species during the period when vegetation was changing. The teeth provide evidence of the animals' diets, revealing whether they switched to eating the newly abundant grasses when their favored fruits and broad-leafed plants were no longer available.

      Mammals that relied on fruit and browse disappeared early in the transition from forest to savannah vegetation and were not replaced, while those that ate broad leaves and grasses either adapted and persisted by changing their diets to include more grass or disappeared and were replaced by immigrant species with similar diets. By the time that savannah was the dominant vegetation, most herbivorous mammals in the area subsisted mainly on grass. The overall effect was a significant decline in the diversity of mammals in the area.

      "We see quite a different ecological profile of the kinds of mammals that coexisted after this climate change than before," said Badgley, who is an assistant professor of ecology and evolutionary biology, as well as a research scientist in the Department of Geological Sciences and the Museum of Paleontology. "It's clear that climate has had an impact on the ecological diversity of mammals in the area."

      In addition to providing compelling evidence for the effects of climate change on ecological systems, the paper is a testament to the value of long-term research in a single field area, Badgley said. "This is the kind of study you can only do after you've been working in a place with a big team for 25 years or more, because you need all the other basic data to be thoroughly resolved before you can even start to address the kinds of questions in this work. We've been fortunate to have a team that found the various research topics so worthwhile and so interesting that they stuck with it for several decades, and we've also been fortunate to receive funding for field work for that long."

      Badgley's co-authors on the PNAS paper are John Barry, Michèle Morgan and David Pilbeam of Harvard University Sherry Nelson of the University of New Mexico Kay Behrensmeyer of the National Museum of Natural History and Thure Cerling of the University of Utah. The research described in the paper was supported by a grant from the National Science Foundation.

      Fonte da história:

      Materiais fornecidos por University of Michigan. Nota: o conteúdo pode ser editado quanto ao estilo e comprimento.


      One of the central goals of neuroscience is to understand how the human brain gives rise to the complex behaviors, thoughts, and emotions that humans experience at every instant. Achieving such an understanding has been monumentally difficult, in part due to the complexity of the human brain. The human brain contains about 100 billion neurons and trillions of connections between them. Furthermore, neurons are not all functionally or physiologically identical – for example, within the primate retina alone there exist over 60 distinct types of neurons. While we do not have similar understanding of the diversity of neurons in the rest of the brain, some estimate that the number of different neuron types may number from 100 to 1000.

      To study a system as complicated as the brain, it is essential that we find a way to specifically manipulate and measure the system’s inputs and outputs. For example, we might want to kill or silence a certain population of neurons to assay their importance in decision-making, or we might want to record the activity in these same neurons while an individual makes decisions. For obvious ethical reasons, these manipulations cannot be done in humans, so instead many researchers study the brains and behaviors of animals such as mice and fruit flies. Research using these so-called model organisms has yielded a wealth of mechanistic insight into brain function.

      Animal models in modern neuroscience

      Work in rodents dominates modern neuroscience research. Data from the early 2000s suggest that nearly half of all neuroscientific studies were conducted in rodents1. In contrast, neuroscience research in all other mammals together accounted for less than ten percent of publications, as did research in all invertebrate species. The statistics of NIH funded grants are similar, and no data suggest that things have changed today, almost 20 years later. Beyond rodents, neuroscientists study a few other canonical model organisms – the fruit fly D. melanogaster, the zebrafish D. rerio, and the roundworm C. elegans.

      There are two main reasons why a few model organisms dominate neuroscience research. First, these are organisms for which many experimental tools are readily available. For example, mice and fruit flies have been workhorses in genetics for a century, and multiple techniques have been developed to add or remove genes in these animals. The same cannot be said for non-traditional animals that few study. The second reason is specific to rodent and primate models – as these are mammalian models, their nervous systems are more similar to that of humans, so observations made in these models more directly translate to humans.

      Given the significant advantages of using traditional model organisms, it’s fair to ask: is studying the brains of other animals worth the investment? Scientific funding is limited, so why should we allocate funds to research on non-traditional model organisms when so much can be done in traditional models? I argue that research using non-traditional model organisms has led to many fundamental discoveries about the brain and remain valuable even in modern neuroscience.

      Fundamental neuroscientific discoveries made in non-traditional model organisms

      An examination of the Nobel prizes awarded in neuroscience highlights the key role non-traditional model organisms have played in neuroscience research. The discoveries of how neurons fire action potentials, how neurons communicate with each other at synapses, and how some neurons encode information about the environment have all won Nobel prizes. One feature that all of these discoveries (and many other Nobel-prize winners) share is that they all were made in organisms that today would be considered nontraditional. The figure below comparing the distribution of modern model organisms to that of Nobel prize-winning discoveries reveals the relatively poor diversity of modern animal models.


      General Unit Information

      We share the planet with over 1 million described species of animals with many, many more awaiting discovery. The vast panorama of animal life, how animals function, live, reproduce, and interact with their environment, is exciting, fascinating, and awe inspiring. Members of the animal kingdom are among the most conspicuous living things in the world and as members of this kingdom, we have a special interest in its other members, especially those that are closely related to us. Zoology is the scientific study of animal life and builds on centuries of human inquiry into the animal world, its origins and relationships.

      Animals are highly diverse. Why are there so many more species of animals than plants? It is this diversity that forms the subject matter of this subject.

      We begin by asking the questions, What is an animal? and, How did they originate? We then start a journey of discovery by exploring the diversity of animal life and organising it in a systematic way using their evolutionary history and by examining and relating their structure with function

      By the end of this journey you will be familiar with the major groups of animals, their similarities and differences, and the evolutionary pathways that resulted in the current numbers and variety of animal species. A real appreciation of animal diversity can only be achieved through first-hand experience in the laboratory. During your practical classes you will examine all the major groups of animals, starting with the most structurally simple and finishing with birds and mammals, many of which are seen live, swimming and feeding in the temperate marine touch-tank.


      Assista o vídeo: BIOLOGIA. ZOOLOGIA - REINO ANIMAL (Junho 2022).


Comentários:

  1. Kile

    Eu acho que você cometeu um erro. Escreva para mim em PM, vamos conversar.

  2. Balrajas

    Eu parabenizo que parece que essa é a ideia notável

  3. Benjamin

    Eu tenho uma situação parecida. Você pode discutir.

  4. Daimmen

    Por favor, conte -nos mais.

  5. Asaf

    Que palavras ... a frase fenomenal e brilhante

  6. Apophis

    Você permite o erro. Eu me ofereço para discutir isso.



Escreve uma mensagem